Porto Velho (RO) segunda-feira, 24 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

BOM FUTURO: Amorim clama por sensibilidade de Minc



As virtudes do governo Lula – sensibilidade social e atenção ao povo sofrido – foram cobradas nesta quarta-feira (29) do ministro Carlos Minc (Meio Ambiente), pelo deputado federal Ernandes Amorim (PTB), quanto a um posicionamento rápido sobre a proposta apresentada pelo Governo de Rondônia que assegura a permanência das cinco mil famílias em parte da Floresta Nacional (Flona) Bom Futuro.

A proposta foi entregue hoje, em Brasília, pelo governador Ivo Cassol (sem partido) ao ministro Minc. Ele a apresentou no sábado passado no distrito Rio Pardo, dentro da Flona, durante reunião com os moradores e parlamentares estaduais e federais. Na segunda e terça-feira Cassol discutiu sua viabilidade com o presidente Lula, durante dois encontros, um em Manaus (AM), e outro em Rio Branco (AC). Para acelerar a concretização Amorim informou na segunda-feira aos ministérios do Meio Ambiente, Minas e Energia, Casa Civil e Desenvolvimento Agrário.

Pela proposta fica garantido a permanência dos moradores da Flona – que estão na iminência de serem retirados por uma força tarefa que deve se deslocar à área no dia cinco de maio próximo -, em troca da cessão para o Governo Federal da reserva estadual Rio Vermelho, área que sofrerá impactos com a construção da usina de Jirau, no rio Madeira. Com essa troca, se assegura a permanência dos moradores e o fim do impasse para liberação definitiva da licença ambiental para construção da usina.

A "sensibilidade" de Minc na resolução desses impasses, mediante a proposta de Rondônia que tem aprovação do Governo e das bancadas estadual e federal, foi cobrada por Amorim logo após aprovação de um requerimento conjunto (372/2009) subscrito por ele e seu colega Moreira Mendes (PPS), na Comissão de Agricultura da Câmara, para que seja realizada, o mais breve possível, audiência pública, em Buritis, para discutir a situação dos moradores da Flona e as propostas para evitar a retirada dos mesmos.

"O Governo de Rondônia e suas respectivas bancadas estadual e federal apoiam essa iniciativa do governador Ivo Cassol, portanto há respaldo. O grito dessa gente encontra respaldo no Congresso Nacional, no presidente Lula, e só falta uma vontade política, um querer ajudar a resolver essa situação para evitar eventuais conflitos. É sabido por toda sociedade, governo e mídias, dos riscos. As pessoas estão assustadas, desassistidas, sem ter para onde ir. Por isso, temos clamado para uma tomada urgente de posição. Vimos, assim como toda aquela comunidade, com esperança a adoção dessa proposta que resolve em definitivo essa situação", afirma o parlamentar

Fonte: Yodon Guedes

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat