Porto Velho (RO) terça-feira, 18 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Áreas degradadas são preparadas para o plantio


Foram definidas as 16 propriedades que terão suas áreas de matas ciliares recuperadas, totalizando 36 hectares, em Cujubim e Itapuã do Oeste. As ações são do Projeto Semeando Sustentabilidade, realizado pelo Centro de Estudos Rioterra, patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental. O projeto tem como um de seus objetivos, fortalecer as microbacias da região contra processos erosivos através de experimentos para recomposição de florestaÁreas degradadas são preparadas para o plantio  - Gente de Opinião, no entorno da Floresta Nacional do Jamari, aumentando assim, o seqüestro e a fixação de carbono pelas plantas em desenvolvimento.

Os trabalhos já estão avançados. Foram construídos muitos quilômetros de cercas para o isolamento dos locais onde são feitos os coveamentos e preparação de solo para o plantio.

Parte das 270 mil mudas produzidas até agora pelo Viveiro Municipal de Itapuã do Oeste serão usadas para atender a demanda do projeto. Essa produção foi possível graças a ampliação, treinamentos técnicos especializados e contratação de pessoas capacitadas.

O excedente de mudas, será doado a pequenos proprietários rurais, cadastrados no Banco de Áreas que queiram recuperar matas ciliares degradadas em suas propriedades. Também estão sendo criados quintais produtivos em áreas urbanas com emprego de plantas usadas na medicina tradicional e frutíferas.

Outros benefícios

Através do Projeto Semeando Sustentabilidade, a Rioterra já realizou 15 cursos e capacitações atendendo mais de 250 moradores de Cujubim, Itapuã do Oeste e Candeias; criou um banco de sementes in natura na Flona do Jamari, em parceria com a UNIR e ICMBio; equipou o Laboratório de Ecofisiologia Vegetal da UNIR; instalou o Laboratório de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto; constituiu um banco de áreas sobre propriedades rurais que desejam regularizar-se ambientalmente no entorno da Flona; emprega atualmente 68 pessoas; beneficia quase 100 produtores rurais com assistência técnica; e principalmente, ampliou com as parcerias institucionais as perspectivas de desenvolvimento e ações para a região.

Esse é um trabalho que não se faz só. Por isso agradecemos a confiança e o envolvimento da Petrobras através do programa Petrobras Ambiental, dos parceiros Instituto Chico Mendes para Conservação da Biodiversidade/ICMBio, Universidade Federal de Rondônia/UNIR, prefeitura de Itapuã do Oeste, Grupo Geoprocessamento.com, Ministério do Desenvolvimento Agrário/MDA, Serviços Florestal Brasileiro/SFB, Superintendência de Patrimônio da União/SPU, Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia/INPA e prefeitura de Cujubim.
 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat