Porto Velho (RO) sábado, 23 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Amazônia discute transporte fluvial e escalpelamentos


A Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional realiza na quinta-feira (25) audiência pública para discutir a situação do transporte fluvial na Amazônia e das vítimas de escalpelamentos (que tiveram o couro cabeludo arrancado ao enroscar os cabelos no eixo dos barcos ou nas hélices do motor).

A presidente da comissão, deputada Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), ressalta que há um grande número de embarcações clandestinas nos rios da Amazônia, o que coloca em risco a segurança da navegação. Segundo estimativas da Capitania dos Portos, há cerca de 100 mil embarcações na região amazônica, das quais 1/3 são clandestinas.

A deputada afirma que também existe uma polêmica sobre os profissionais responsáveis pela análise dos projetos de embarcações. Esse trabalho, que é dos engenheiros navais, estaria sendo desempenhado por tecnólogos e engenheiros mecânicos.

Outro problema relacionado à segurança do transporte fluvial é a ausência de proteção nos motores das embarcações, o que causa os escalpelamentos. Vanessa Grazziotin lembra que, dos casos registrados nos hospitais, 97% são de crianças, a grande maioria do sexo feminino. Já o deputado Marcelo Serafim (PSB-AM) ressalta que as vítimas de escalpelamento não recebem atendimento adequado do Sistema Único de Saúde (SUS), pois faltam equipamentos e medicamentos para as cirurgias e não há acompanhamento psicológico.

Em agosto deste ano, um grupo de mulheres da região Norte participou de manifestação na Câmara em favor do Projeto de Lei 1531/07, que exige a instalação de proteção sobre o motor e no eixo de embarcações. O projeto, da deputada Janete Capiberibe (PSB-AP), prevê multas ou a retirada da licença para as embarcações que não tiverem o equipamento.

Fonte: Agência Câmara

 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir