Porto Velho (RO) domingo, 1 de agosto de 2021
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Acadêmicas da São Lucas analisam fatores sanitários e ambientais


Estar em contato com o que se estuda em sala de aula, as "ações extra muro", são reconhecidas como das mais motivadoras atividades para os estudantes. No dia 7 de março, acadêmicos do 6º período de Nutrição da Faculdade São Lucas visitaram alguns bairros periféricos e de classe média de Porto Velho a fim de identificar e analisar indicadores ambientais causadores de verminoses.

O grupo de acadêmicos visitou os bairros Santo Antônio (zona norte), Planalto, Ulisses Guimarães, Socialista e Tancredo Neves (zona leste). As acadêmicas Kely Level, Kassia Fontes e Thamara Thomazi disseram que a atividade foi muito proveitosa. "Verificamos as diferenças nos aspectos físicos dos locais relacionando-os ao nosso estudo, avaliando todas as condições sanitárias. Também pudemos observar como pessoas separadas por poucos quilômetros de distância, a exemplo da população de Planalto e Santo Antônio, vivem realidades completamente diferentes, sendo que uma parte reside em situação de moradia muito precária e sem a infra-estrutura mínima necessária", analisam.

A atividade faz parte do projeto "Avaliação dos Níveis de Enteroparasitoses no Bairro Planalto no Município de Porto Velho: Epidemologia, Diagnóstico Laboratorial, Avaliação Nutricional e Indicadores Ambientais", que será enviado ao Comitê de Ética e Pesquisa da Faculdade São Lucas – CEPE. O projeto é coordenado pelas professoras Luna Mares de Oliveira e Flávia Serrano. Luna ministra a disciplina "Avaliação Nutricional" e Flávia "Prática de Epidemiologia e Parastologia" no curso de Nutrição. Elas explicaram que este foi um primeiro passo de um projeto interdisciplinar, no qual estão envolvidos inicialmente os cursos de Biomedicina, Medicina, e Nutrição.
 
Fonte: Crisbele Sena

Mais Sobre Meio Ambiente

MPRO ajuíza ações civis públicas visando recuperação de áreas desmatadas em reserva legal e APP

MPRO ajuíza ações civis públicas visando recuperação de áreas desmatadas em reserva legal e APP

O Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Machadinho do Oeste, propôs ações civis públicas com pedido de tutela de urgê

Projeto Cata Mais Rondônia dá visibilidade e aumenta renda de catadores de recicláveis

Projeto Cata Mais Rondônia dá visibilidade e aumenta renda de catadores de recicláveis

Sistematizar os catadores para que se organizem visando melhorar a maneira como fazem a coleta e a renda de forma mais articulada são alguns dos obj

Distritos de Porto Velho terão programa de educação ambiental e atendimento social

Distritos de Porto Velho terão programa de educação ambiental e atendimento social

Os distritos de Porto Velho receberão, de 23 de julho a 1 de agosto, uma série de atividades voltadas para a educação ambiental com foco no combate às

Óleo de Copaíba, riqueza da Amazônia e do Brasil

Óleo de Copaíba, riqueza da Amazônia e do Brasil

Em toda a Floresta Amazônica, com maior frequência no Pará, Amazonas, Rondônia e Acre, existe uma majestosa planta que pode chegar a 30 metros de al