Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

1º Seminário de Gestão de Resíduos de Porto Velho



Nos dias 21 e 22 de fevereiro Porto Velho será a sede do 1º Seminário de Gestão de Resíduos, realizado no Teatro Banzeiros, das 8:30 às 18:30 horas. O Seminário irá discutir a implantação do novo modelo de gerenciamento de resíduos sólidos da Capital. “A participação da sociedade é fundamental para o sucesso desse novo modelo. A questão do lixo é de responsabilidade de todos nós”, diz Luís Fernando, coordenador do evento.1º Seminário de Gestão de Resíduos de Porto Velho  - Gente de Opinião

Mais de 230 pessoas já fizeram suas inscrições para as palestras e oficinas que serão ministradas por profissionais de renome nacional no assunto. Já estão confirmadas as presenças de Moacir Moreira de Assunção, gerente de Projetos da Diretoria de Ambiente Urbano da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente; Eduardo Ferreira de Paula, representante do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis; Mauro Manabu Inoue, coordenador de Projetos da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) no Brasil; autoridades municipais, estaduais, representantes do Ministério Público e demais entidades.

O Seminário, promovido pela sociedade civil organizada, Prefeitura Municipal de Porto Velho e com apoio da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), Sefin e demais instituições, tratará dos seguintes temas: Política Nacional de Resíduos Sólidos e o Novo Modelo de Porto Velho; A Contribuição da Cooperativa de Catadores e o Funcionamento da Coleta Seletiva; e O Mercado de Recicláveis e Mecanismos de Incentivo; além de oficinas.

“O Seminário será um marco para Rondônia e Porto Velho tem condições de servir de modelo para outros estados quanto à gestão de resíduos sólidos”, conclui Luís Fernando Pereira.

 

O novo modelo de gestão de resíduos de Porto Velho

O sistema de coleta, transporte, tratamento e destinação final dos resíduos sólidos gerados pela população de Porto Velho está passando por um processo de reformulação, com a implantação de um aterro sanitário em substituição ao atual aterro controlado, implantação do sistema de coleta seletiva, conteinerização, pontos de entrega voluntária, usina de compostagem, unidade de tratamento de resíduos hospitalares e central de triagem e reciclagem a ser operada por Cooperativa de Catadores.

 

Programação do Seminário

 

Dia 21 de fevereiro de 2011

08h30 às 09h00  Recepção e café de boas vindas

09h00 às 10h00  Abertura Oficial

10h00 às 12h00  Painel: Política Nacional de Resíduos Sólidos e

                            o Novo Modelo de Porto Velho

12h00 às 12h30  Debate

12h30 às 14h00  Almoço

14h00 às 15h30  Painel: A Contribuição da Cooperativa de

                            Catadores e o Funcionamento da Coleta

                            Seletiva

15h30 às 16h00  Debate

16h00 às 16h20  Coffee break

16h20 às 17h50  Painel: O Mercado de Recicláveis e

                             Mecanismos de Incentivo

                             (contribuições do modelo japonês)

17h50 às 18h20  Debate

 

Dia 22 de fevereiro de 2011

08h30 às 09h00  Recepção e café de boas vindas

09h00 às 12h00  Oficinas*

12h00 às 13h30  Almoço

13h30 às 14h00  Momento Cultural

14h00 às 18h00  Processamento das conclusões das oficinas

18h00 às 18h30  Leitura e aprovação do documento final do

                            Seminário

18h30 às 19h00  Coquetel de encerramento


* Temas das Oficinas Simultâneas:

   Oficina 1: Novo Modelo de Gerenciamento de Resíduos de

                     Porto Velho

   Oficina 2: Funcionamento da Central de Triagem e Reciclagem

   Oficina 3: Funcionamento da Coleta Seletiva

   Oficina 4: Mercado de Recicláveis e Mecanismos de Incentivo

   Oficina 5: Saúde e Segurança do Trabalho no Manuseio de

                     Recicláveis

 Fonte:  Alex Sakai  / Renata Silva

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat