Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Usina Jirau apresenta resultado de campanha


 

Os cuidados com a água, redução nos gastos de energia, acondicionamento do lixo e reciclagem, o contato com as plantas e animais, foram alguns dos assuntos abordados durante dois meses da campanha “Vamos Cuidar do Nosso Meio Ambiente”, realizada em Nova Mutum Paraná, pelo Programa de Educação Ambiental (PEA) da Usina Hidrelétrica Jirau. A última ação educativa para sensibilizar os estudantes e a comunidade aconteceu nesta quinta-feira, 09, na escola municipal Nossa Senhora de Nazaré, com entrega de bicicletas e brinquedos aos autores das melhores redações e desenhos sobre o tema.

No dia também foi realizado o “I Fórum Popular de Desenvolvimento Ambiental de Nova Mutum Paraná”, quando estiveram presentes os representantes da Ecoporto Marquise e Encal Engenharia, para discutir e apresentar os trabalhos desenvolvidos.

A campanha coordenada pelo Observatório Ambiental Jirau, de outubro ao início de dezembro, realizou palestras, oficinas, concursos, exposição de trabalhos, plantio de árvores e caminhada ecológica. De acordo com a coordenadora do PEA, pela CNEC Worley Parsons, Adelina Fonseca, o objetivo da campanha foi mostrar que para cuidar do meio ambiente as pessoas precisam pensar numa mudança de hábitos “O projeto buscou melhorar a qualidade de vida da comunidade com a conscientização sobre o lixo, a água e todo o meio ambiente. Este evento serviu também para discutir e analisar os resultados das ações desta iniciativa” completou.

A monitora ambiental, Mabline Martiniano, contou que a campanha mostrou a preocupação com o lixo “Esse projeto foi importante para pontuar essa situação para Nova Mutum Paraná. Aproveitamos e produzimos um documentário sobre o lixo e como coletar e reciclar os resíduos”.

O professor Francisco Lima, disse que a iniciativa é importante para orientar os alunos a melhorar o ambiente “O apoio das empresas parceiras sempre é bom para as questões que envolvem a comunidade. Observamos que a campanha melhorou os hábitos dos estudantes, hoje eles estão mais conscientizados”, avaliou.

Qualidade de vida

Um dos vencedores das redações, o estudante Rafael Henrique de 13 anos, 7ª série, estava eufórico com o resultado. “Falei sobre a importância de cuidar da água, como podemos conscientizar a comunidade, ter ideias promissoras e se tudo isso for colocado em prática, vai melhorar a vida de todos”.

Reciclagem

Um grupo de mulheres de Fortaleza do Abunã participou com exposição de peças como pufes, cortinas e bolsas feitas de materiais reciclados. Antonia Rocha, uma das artesãs, aprovou o trabalho na escola e contou que a partir de discussões sobre o meio ambiente resolveu trabalhar com materiais recicláveis “Foi com essa ideia de preservar o meio ambiente que começamos a pensar como poderíamos ajudar. Então com mais doze pessoas resolvemos fazer alguns trabalhos com os as garrafas PET, cartões telefônicos e outros artigos descartados ao lixo”.



Fonte: Ascom
 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A