Porto Velho (RO) segunda-feira, 4 de julho de 2022
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Tribo indígena do distrito de Extrema é beneficiada com energia elétrica



 

O Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Energia Elétrica chegou para a aldeia Paxiúba, da tribo indígena Kaxarari localizada em Extrema de Rondônia, distrito de Porto Velho, capital do Estado. O empreendimento orçado em R$ 209 mil foi entregue na última terça feira (14/09) para a comunidade que conta com 350 pessoas.Tribo indígena do distrito de Extrema é beneficiada com energia elétrica  - Gente de Opinião

De acordo com o Paulo Gonçalves Cerqueira do Ministério de Minas e Energia (MME), a solicitação foi feita pelos próprios integrantes da aldeia Paxiúba. “O benefício foi solicitado pela comunidade indígena, por meio da Fundação Nacional do Índio (FUNAI). Agora a aldeia conta com a energia elétrica que será uma aliada para as atividades desenvolvidas no local”, informou Cerqueira.

Um dos motivos da solicitação dos paxiúbas foi o anseio de colocar em prática o projeto de colheita e armazenamento da castanha do Brasil, que é a principal fonte de renda dos índios da região. “Com a energia elétrica será possível agregar valor ao produto que é comercializado pelos kaxararis, que até então a castanha era vendida ‘in natura’ para sua clientela”, explicou Conceição Borges de Almeida, representante da FUNAI.

A obra foi operacionalizada pela Eletrobras Distribuição de Rondônia e contou com a coordenação da equipe da Eletrobras Eletronorte ligada ao Programa do Ministério de Minas e Energia.

“Acompanhamos a execução de todas as obras no Estado, e a aldeia Paxiúba é mais uma comunidade atendida com o programa que pretende, até o final do ano, atender outras comunidades indígenas de Rondônia”, afirmou Antônio Vilela.

Desde o início do programa no Estado já foram beneficiados mais de mil índios de 300 famílias, entre elas Karitianas, Arara, La Tundê, Suruí, Gavião, Jaubuti. Até o final de 2010 a serão atendidas as tribos Uru-Eu-Wau Wau e Cinta-Larga.

Sobre o Programa

O Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Energia Elétrica, instituído pelo Decreto nº 4.873, de 11 de novembro de 2003, e alterado pelo Decreto nº 6.442, de 25 de abril de 2008, visa a prover, até o fim de 2010, o acesso à energia elétrica à totalidade da população do meio rural brasileiro.

O projeto tem como agentes executores as concessionárias e permissionárias de distribuição de energia elétrica e as cooperativas de eletrificação rural, autorizadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O programa tem como meta atender cerca de 2,5 milhões de famílias brasileiras residentes na área rural, beneficiando cerca de 12 milhões de pessoas até o final de 2010, e é considerado o programa de inclusão elétrica mais ambicioso implementado no mundo.

Fonte: Terezinha Félix de Brito
Drt/RO 954 - Eletrobras Eletronorte

 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A