Porto Velho (RO) segunda-feira, 25 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Santo Antônio Energia promove campanha de educação para uso dos mosquiteiros


Ação faz parte do investimento de mais de R$ 12 milhões no Plano de Ação para Controle da Malária em Porto Velho

Porto Velho, 28 de outubro de 2009 - A Santo Antônio Energia, concessionária responsável pela construção e futura operação da UHE Santo Antônio, inicia a campanha de educação para uso dos Mosquiteiros Impregnados de Longa Duração (MILDS), destinados à prevenção da contaminação por malária. A empresa investiu mais de R$ 300 mil na compra de 14.651 unidades do equipamento. “Os mosquiteiros serão instaladas nas residências das comunidades de Joana D´Arc e redondeza, atendendo cerca de duas mil famílias, e no Baixo Madeira, 1.5 mil famílias, todas previamente cadastradas”, explica Guilherme Abbad, responsável pelo Plano de Ação para Controle da Malária, que faz parte dos 28 programas socioambientais desenvolvidos pela empresa para implantação da hidrelétrica.

“O treinamento para o uso e manuseio dos Mosquiteiros Impregnados compreende, nesta primeira etapa, o atendimento ao distrito de Joana D´Arc e localidades ao redor, que receberão o equipamento na segunda quinzena de novembro”, diz Guilherme Abbad. Em janeiro será a vez das comunidades do Baixo Madeira, nas quais o pré-cadastramento e a campanha para uso dos mosquiteiros serão feitos junto com a instalação dos mesmos.

De acordo com os últimos dados da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Velho (SEMUSA), os casos de malária na cidade diminuíram 9% entre janeiro e setembro deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. Na Vila de Santo Antônio, localizada nas proximidades do canteiro de obras da UHE Santo Antônio, a redução foi de 51% nesse período. O resultado é fruto de várias ações da SEMUSA com apoio da Santo Antônio Energia para prevenir, controlar o vetor e tratar a doença.

Os Mosquiteiros Impregnados de Longa Duração (MILDS) já são usados com sucesso, em muitos países da África. De acordo com o relatório da UNICEF, a utilização dos MILDS preservou a vida de 125 mil pessoas em dez países africanos entre 2001 e 2007. Neste mesmo período, a quantidade de crianças protegidas por mosquiteiros saltou de 2% para 20%, em 19 países.

A malária em números no mundo*

· 250 milhões de pessoas por ano são infectadas

· 91% das mortes ocorrem na África

· 1 milhão de vítimas morre por ano

· 85% dos mortos são crianças menores de 5 anos

· Uma criança morre a cada 30 segundos vítima de malária

· 3,3 bilhões de pessoas em 109 países vivem em áreas com risco de infecção

Em 2007 o Brasil registrou 458.634 casos e 94 mortes e no ano passado o número de casos diminui para 306.347.

* Fonte: Ministério da Saúde


O canteiro de obras da UHE Santo Antônio está localizado em uma área endêmica de malária. A incidência da doença na região, em 2007, antes da implantação do canteiro, era de 253,2 casos para cada grupo de mil habitantes. Desde outubro de 2008, com o início das obras, a incidência de malária no canteiro é próxima a zero, pois as medidas adotadas até o momento - Borrifação Residual Intradomiciliar, instalação de telas em portas e janelas das dependências e alojamentos, distribuição de repelentes à base de Icaridina a todos os trabalhadores - demonstraram grande eficiência.

O Plano de Ação para Controle da Malária, desenvolvido pela Santo Antônio Energia e SEMUSA, atua em três frentes: diagnóstico em campo para busca ativa de casos suspeitos, controle vetorial por meio da aquisição e instalação de 14.651 Mosquiteiros Impregnados de Longa Duração (MILD) e Borrifação Residual Intradomiciliar, educação em saúde e mobilização social, por meio de reuniões com as comunidades, anúncios em rádios e distribuição de folhetos educativos sobre o combate à malária. O Plano de Ação está sendo realizado em seis regiões do município de Porto Velho, das quais as localidades que concentram 50% de casos de malária recebem ações de Borrifação Residual Intradomiciliar. As outras ações atendem as regiões como um todo.

Este ano a concessionária já realizou a entrega 32 motocicletas modelo Honda NXR 150 Bros KR e 21 caminhonetes modelo L-200 4x4 à Prefeitura Municipal de Porto Velho para apoio tático ao Plano de Combate à Malária, além de outros equipamentos e insumos, que totalizaram um investimento de R$ 3,5 milhões.

Essas iniciativas têm o propósito de amenizar os impactos decorrentes da obra da barragem e, ao mesmo tempo, proporcionar mais conforto àqueles que procuram e precisam utilizar os serviços públicos de Saúde. “Isso faz parte de uma compensação social para o bem-estar da população local. Além dessas ações, a Santo Antônio Energia também está recuperando, ampliando e construindo postos de saúde e escolas nas comunidades em torno da hidrelétrica”, explica Roberto Simões, presidente da Santo Antônio Energia.

Usina Hidrelétrica Santo Antônio

Com potência instalada de 3.150 megawatts e capacidade para abastecer 11 milhões de residências, ou aproximadamente 44 milhões de pessoas, a UHE Santo Antônio tem investimento de R$ 13,5 bilhões e é referência em construção de hidrelétricas, pois utiliza tecnologia de ponta e menos agressiva ao meio ambiente.

Santo Antônio Energia

É a concessionária responsável pela construção e pela futura operação da Usina Hidrelétrica (UHE) Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em Porto Velho (RO), e pela comercialização da energia a ser gerada. O empreendimento – atualmente em fase de construção e considerado fundamental para o suprimento de energia elétrica necessário ao desenvolvimento do país – tem, entre seus acionistas, as empresas Furnas, Odebrecht, Andrade Gutierrez, Cemig e o Fundo de Investimentos e Participações Amazônia Energia (FIP) - encabeçado pelos bancos Banif e Santander e pelo Fundo de Investimento do FGTS. A UHE Santo Antônio é uma das principais obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal.

Fonte: Ascom

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A