Porto Velho (RO) sábado, 23 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Remoção de campos santos na área do reservatório


Remoção de campos santos na área do reservatório  - Gente de Opinião



Trabalho visa transferir corpos enterrados na região da  UHE Santo Antônio para o columbário construído pela concessionária no cemitério municipal
 

A Santo Antônio Energia está finalizando esta semana o trabalho de remoção de campos santos (cemitérios informais) e sepulturas isoladas localizados na região entre a Usina Hidrelétrica Santo Antônio e o distrito de Jacy-Parána, onde será o futuro reservatório da usina. As primeiras escavações foram realizadas na área do Cemitério da Jarina, próximo à Vila de Teotônio, onde 22 corpos já haviam sido identificados com a ajuda das famílias. No sábado, dia 28, haverá um culto ecumênico em homenagem à memória aos mortos que foram transladados das sepulturas originais para o Cemitério de Santo Antônio.

Esta etapa de remoção faz parte de um longo trabalho realizado por representantes da Santo Antônio Energia, da Prefeitura de Porto Velho e da equipe da funerária Dom Bosco, com o objetivo de transferir os sepultados na região do reservatório com respeito e tranqüilidade. Antes do início das escavações, identificaram-se as sepulturas isoladas e os campos santos referenciados no mapa do reservatório e no levantamento cadastral junto às famílias. Foram localizadas 182 sepulturas ao longo de toda a área que será inundada.

“A participação da comunidade é essencial, pois a maioria destas famílias mora na região há mais de 50 anos e sabe onde foram sepultados seus parentes e conhecidos, o que facilita e agiliza a identificação”, destaca Luiz Antônio Zoccal, geógrafo e coordenador do Fundiário da empresa. “Além disso, é importantíssimo que este trabalho seja realizado com a maior transparência possível, o que reforça a necessidade do acompanhamento das famílias”, reforça Zoccal.

Após a exumação, os restos mortais são transferidos para as urnas do Columbário do Cemitério Municipal de Santo Antônio, construído pela Santo Antônio Energia especialmente para este fim. A cada 15 dias foi celebrada uma cerimônia ecumênica para o sepultamento dos corpos. Caso não tenham sido encontrados restos mortais nas sepulturas, são construídos memoriais em nome dos falecidos, também no Columbário.

Todo o trabalho de remoção realizado pela equipe da Santo Antônio Energia está sendo realizado com alvará judicial que permite a exumação e inumação dos corpos sepultados.
 

Remoção de campos santos na área do reservatório  - Gente de Opinião

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A