Porto Velho (RO) terça-feira, 17 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Recuperação de áreas no entorno da Usina Santo Antônio


 

O programa de conservação da flora da Santo Antônio Energia, concessionária responsável pela implantação, futura operação e comercialização da energia que será gerada na Usina Hidrelétrica Santo Antônio, iniciou os estudos para saber quais técnicas serão utilizadas para a recuperação de áreas degradadas e qual o valor do investimento necessário para isso.Recuperação de áreas no entorno da Usina Santo Antônio - Gente de Opinião

A equipe do meio físico da área de sustentabilidade da empresa começou a implantar, em dezembro, uma área piloto de 10 hectares, com 5 mil mudas, próxima a região da Cachoeira do Teotônio. As plantas vieram do viveiro da Santo Antônio Energia que fica dentro do Parque Natural de Porto Velho, onde já estão cerca de 110 mil mudas de plantas e 50 mil sementes recém germinadas provenientes do resgate de mudas e sementes recolhidas na área de influência da hidrelétrica.

“A quantidade de mudas determinada pelo Ibama para o programa de conservação da flora já foi alcançada, porém a equipe continuará com as atividades resgatando as epífitas como bromélias, samambaias e orquídeas porque ainda há supressão vegetal. É preciso acompanhar todo o processo para que não percamos a oportunidade de adquirir novas espécies”, comenta Odair Sigarini, engenheiro florestal da concessionária.

No viveiro também são estudadas as características do solo das áreas envolvidas com a instalação da Usina Santo Antônio; são retiradas amostras da superfície de algumas regiões, para acompanhamento das espécies que surgirão. Além das plantas da Santo Antônio Energia, o viveiro abriga mudas da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, destinadas para arborização da cidade e também para doações autorizadas por ofício pela prefeitura. Quando encerrado o trabalho no viveiro, ele será devolvido restaurado à cidade com capacidade para abrigar até 500 mil mudas.


 

Santo Antônio Energia

É a concessionária responsável pela construção e futura operação da usina hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em Porto Velho (RO), e pela comercialização da energia a ser gerada. A usina tem potência instalada de 3.150,4 megawatts e capacidade para abastecer 11 milhões de residências, ou aproximadamente 40 milhões de pessoas. O empreendimento tem investimento de R$ 14,5 bilhões e é referência em construção de hidrelétricas sustentáveis, pois utiliza tecnologia de ponta para melhor eficiência energética com menor impacto ambiental. Os acionistas da Santo Antônio Energia são as empresas Eletrobras Furnas, Odebrecht, Andrade Gutierrez, Cemig e o Fundo de Investimentos e Participações Amazônia Energia (FIP). A usina hidrelétrica Santo Antônio é uma das principais obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal.

Fonte: José Carlos Sá
 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A