Porto Velho (RO) sexta-feira, 21 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Prefeito quer mais contrapartidas ambientais das hidrelétricas


Num encontro com os diretores do Instituto Chico Mendes em Brasília, nesta quarta feira (18), o prefeito Roberto Sobrinho garantiu o compromisso de que mais contrapartidas ambientais serão destinadas à capital pelas empresas que estão construindo as hidrelétricas. Além do prefeito, participaram da reunião o presidente do Instituto, Rômulo Melo, a diretora de administração planejamento e logística, Silvana Canuto, o diretor de sustentabilidade da Santo Antônio Energia, Renato Ortega e o secretário municipal extraordinário de programas especiais, Pedro Beber. 

De acordo com o projeto inicial de construção das usinas, fica determinado que os impactos sociais e ambientais devem ser amenizados através dos investimentos que as empresas farão no local, para que a população e o meio ambiente sofram o menos possível com as mudanças causas pelo empreendimento. No caso da Santo Antônio Energia, os recursos destinados às contrapartidas, devem ser investidos em parques situados na capital, como é o caso do Parque Ecológico que está numa região diretamente impactada pela usina. 

“Nós sabíamos que um empreendimento desta magnitude não seria realizado sem trazer algumas conseqüências, como o aumento populacional, congestionamento no trânsito e prejuízos ambientais, mas isso tudo pode e deve ser atenuado com os investimentos que precisamos fazer para que a população sofra o menos possível. É necessário que esses recursos sejam investidos em Porto Velho, a cidade que vai ter o maior impacto” afirma o prefeito. 

A prefeitura já está tomando providências para enquadrar o Parque Ecológico nos moldes de conservação determinados pelo Ministério do Meio Ambiente. O prefeito Roberto Sobrinho apresentou o projeto de investimentos, que além de ter a revitalização e a preservação da área garantida, também fomenta a educação ambiental. 

O projeto ainda prevê a regularização fundiária do parque, plano de manejo e melhoria na infraestrutura com e um espaço específico para educação ambiental. “Através deste projeto, será construído um espaço voltado para a educação e este é mais um antigo anseio da população da capital, que necessita de um espaço destinado ao desenvolvimento das ações ambientais. Não podemos abrir mão e permitir que os recursos sejam destinados a outras localidades” enfatizou o prefeito. 

O projeto será encaminhado para a Câmara de Compensações Ambientais que deve se reunir já na primeira quinzena de dezembro para apreciar o pleito.

Arco Verde

O prefeito Roberto Sobrinho também esteve reunido com a equipe técnica responsável pelo Programa Nacional Arco Verde, que tem o objetivo de conter o desmatamento na região Norte. “Nesta reunião nós voltamos a discutir a liberação dos recursos que serão usados para conter o desmatamento em Porto Velho especificamente, apresentando também a as medidas que já estamos executando para o reflorestamento da nossa capital” finalizou Sobrinho. 

Fonte: Nara Vargas

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Hidrelétrica Santo Antônio comemora o Dia da Árvore com criação de bosque

Hidrelétrica Santo Antônio comemora o Dia da Árvore com criação de bosque

Na manhã de hoje, em comemoração ao Dia da Árvore, foi inaugurado um bosque na Hidrelétrica Santo Antônio. A área de mais de dois hectares, o equivale

Comissão da ALE aprova projetos que retiram incentivos das usinas do Madeira

Comissão da ALE aprova projetos que retiram incentivos das usinas do Madeira

Comissão também analisou outros projetos que seguem para votação em Plenário...

Sistema de transposição de peixes da UHE Jirau é referência

Sistema de transposição de peixes da UHE Jirau é referência

Sistema de Transposição de Peixes da UHE Jirau foi projetado pelos melhores especialistas no assunto