Porto Velho (RO) terça-feira, 18 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Palestra do Ciclo do Conhecimento aborda o Macrozoneamento Ecológico e Econômico


Palestra do Ciclo do Conhecimento aborda o Macrozoneamento Ecológico e Econômico - Gente de Opinião

Palestra do Ciclo do Conhecimento aborda o Macrozoneamento Ecológico e Econômico da Amazônia

O Consórcio Construtor Santo Antônio (CCSA) realizou na noite de ontem, terça-feira, 22, a quarta etapa do Ciclo do Conhecimento. Na ocasião, o consultor e ex-presidente do Ibama, Eduardo de Souza Martins, ministrou ao público acadêmico a palestra “Macrozoneamento Ecológico e Econômico da Amazônia (MacroZEE)”.

O MacroZEE, resultado de quatro anos de discussões com a participação de 14 ministérios e governos locais, é um documento que propõe um novo modelo de exploração dos recursos naturais e do solo da região amazônica, promovendo a transição do padrão econômico atual para um modelo de desenvolvimento sustentável. Na escala em que está definido, o MacroZEE não é normativo, mas sim indicativo. De 27 de janeiro a 6 de março, o documento passou pela fase de consultas públicas e agora aguarda um decreto do governo federal.

Em sua palestra, o consultor lembrou que Rondônia possui cerca de 30 anos de experiência em zoneamento. Ele citou a trajetória do Estado desde 1988, época do decreto que definiu a política de ordenamento ambiental para a ocupação de terras rurais. Falou da Medida Provisória de 1996, que alterou o Código Florestal, e a aprovação do zoneamento pelo governo federal em 2006. “Essa é uma vantagem de Rondônia que precisa ser apropriada e transformada em oportunidades de desenvolvimento para o Estado”, frisou. Eduardo Martins abordou também a Política Nacional de Ordenamento Territorial (PNOT) e fez recomendações para a gestão territorial de Rondônia.

Palestra do Ciclo do Conhecimento aborda o Macrozoneamento Ecológico e Econômico - Gente de Opinião

No final da palestra, o público que compareceu ao auditório da Uniron, no Porto Velho Shopping, participou de um debate que contou também com a presença do diretor de Meio Ambiente da Odebrecht, Sérgio Leão, e o diretor executivo da Uniron, Fernando Prado. Um dos conceitos mais debatidos foi o de sustentabilidade aplicado na construção da UHE Santo Antônio. “Cito cinco características da sustentabilidade como a escolha do projeto certo, a realização de um trabalho bem feito após a escolha da melhor opção, a conformação social por meio do diálogo com a população, a qualidade de vida dentro do projeto e o compromisso com o futuro”, esclareceu Sérgio Leão. “A empresa é um agente de desenvolvimento e isso contribui de fato para a sustentabilidade”, complementou.


Ciclo do Conhecimento

O Ciclo do Conhecimento foi criado pelo CCSA em 2009 com o objetivo de promover uma série de palestras gratuitas para a comunidade acadêmica rondoniense. Os eventos contam sempre com a presença de palestrantes nacionalmente conhecidos que abordam temas da agenda de futuro do Brasil em diversas áreas. Com a iniciativa, o CCSA promove a participação acadêmica em debates qualificados, proporciona espaço para networking entre alunos, professores e especialistas, e ainda discute sobre a importância da região Norte, sua integração com o restante do país e o papel do profissional das diversas áreas neste contexto.

Fonte: Carla Nascentes/Consórcio Construtor Santo Antônio (CCSA)

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Coopprojirau e Observatório ambiental visitam UHE Jirau

Coopprojirau e Observatório ambiental visitam UHE Jirau

A Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau, mantém uma agenda de visitas institucionais que inclui os pr

Estudantes de engenharia visitam UHE Jirau

Estudantes de engenharia visitam UHE Jirau

Universitários conheceram algumas estruturas do empreendimento

Obras do Linhão de Machadinho e Buritis serão licitadas em Outubro

Obras do Linhão de Machadinho e Buritis serão licitadas em Outubro

Com o objetivo de conectar as cidades abastecidas de energia elétrica por usinas térmicas ao Sistema Interligado Nacional, a Eletrobras Distribuição R

Linhão vai interligar o Amazonas com as usinas de Rondônia e Pará

Linhão vai interligar o Amazonas com as usinas de Rondônia e Pará

As interligações previstas são as seguintes: a da Usina Hidrelétrica de Tucuruí, no Pará, com Parintins; a das usinas de Jirau e Santo Antônio, em Ron