Porto Velho (RO) sábado, 23 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Nota à imprensa - Camargo Corrêa




A construtora Camargo Corrêa esclarece que as investigações sobre a autoria dos atos de vandalismo ocorridos no canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau em março último são de competência exclusiva das autoridades policiais do Estado de Rondônia.

Desta forma, são improcedentes relatos de que a empresa estaria usando sua guarda patrimonial ou qualquer outro tipo de recurso para participar da execução das atribuições que competem às autoridades policiais.

A Camargo Corrêa reitera, mais uma vez, que sempre cumpriu suas obrigações com os empregados, conforme estabelecido nos acordos coletivos assinados com a representação sindical dos trabalhadores, com a qual mantém diálogo constante.

A empresa repudia qualquer atitude que desrespeite os direitos fundamentais de seus trabalhadores e sempre atuou de forma rigorosa para erradicar práticas que não estejam de acordo com a legislação e o bem estar de seus profissionais.

 

Camargo Corrêa

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A