Porto Velho (RO) quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Miguel de Souza defende gasoduto para implantar novas indústrias em Rondônia


 

Para firmar compromisso com a sociedade, os candidatos Expedito Júnior e Miguel de Souza incluíram no plano de governo a busca pela construção do gasoduto Urucu-Porto Velho

“As hidrelétricas do Madeira um dia foram consideradas impossíveis, hoje já são uma realidade. Agora chega a vez de lutarmos pela construção do gasoduto Urucu-Porto Velho para a implantação de um forte pólo cerâmico no estado, além de diminuir a emissão de poluentes para a geração de energia pelas termelétricas”, tem defendido o candidato a vice-governador da chapa de Expedito Júnior, Miguel de Souza em todas as reuniões em que participa. A última declaração na defesa do gasoduto aconteceu na noite de quinta-feira durante a Semana de Política e Cidadania promovida pela Grande Loja Maçônica de Rondônia.

O gás natural proveniente da bacia do Solimões vai incrementar o pólo cerâmico que precisa desse tipo de energia para ser mais eficiente e rentável, estimular a implantação de novas indústrias como as de vidros e cristais, e pode substituir a gasolina, o gás de cozinha, mas principalmente o óleo diesel utilizado pelas termelétricas, o que vai garantir mais preservação ao meio ambiente.

A proposta de buscar a implantação do gasoduto tornou-se inclusive compromisso e uma das grandes bandeiras dos candidatos ao governo da coligação “Unidos para Avançar” (PSDB, PR, PSC, PTC, PTdoB e PRB), e consta no plano de governo que vem sendo distribuído para a sociedade rondoniense.

“Para nós nada pode ser considerado impossível, com boas articulações já comprovadas por mim e pelo Expedito em Brasília, aliado a um excelente corpo técnico que será valorizado no nosso governo, saberemos defender esta bandeira e tornar mais esse sonho uma realidade para o povo de Rondônia”, defende Miguel de Souza.

Gasoduto Urucu-Porto Velho

O gasoduto permitirá a chegada de gás natural a Porto Velho e diminuirá as emissões de poluentes na geração de energia elétrica. O duto terá 523 km ligando a bacia petrolífera de Urucu, no interior do Amazonas, a capital rondoniense. Além disso, o empreendimento representa uma alternativa importante para indústria na região.


Fonte: Cristina Barros
 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A