Porto Velho (RO) sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Luz Para Todos levou energia a 40 mil famílias rondonienses até 2009


O Programa do Governo Federal, que completou 6 anos, já tirou da escuridão 2 milhões de pessoas na região Norte

Considerado o maior programa de universalização da energia elétrica do mundo, o Programa Luz Para Todos, criado em 2003 pelo Governo Federal, já beneficiou 11,4 milhões de pessoas que vivem em áreas rurais, com a ligação gratuita de energia elétrica. A região Norte é a segunda das cinco regiões brasileiras que mais ligações executou, atingindo a marca de 2 milhões de beneficiários.

Em Rondônia, o Luz Para Todos é executado pela Eletrobras Distribuição Rondônia (antiga Ceron), que já realizou 40 mil ligações até dezembro de 2009. Para tanto, foram investidos R$ 203,1 milhões, obtidos através de financiamento do Governo Federal e uma contrapartida de 10% do Governo do Estado. Até o final de 2010, espera-se atender a mais 21 mil propriedades rurais.

O quantitativo inicial levantado pelo IBGE em Rondônia era de 48 mil propriedades rurais que não tinham acesso à energia elétrica. Seis anos após o lançamento do Luz Para Todos, esse número aumentou para 61 mil, meta que deve ser atingida em 2010 pela Eletrobras Distribuição Rondônia. Para isso, a distribuidora de energia contará com um financiamento no valor aproximado de R$ 170 milhões.

“Com o sucesso do Programa, ocorreu na nossa região o fenômeno do êxodo urbano, ou seja, famílias que tinham deixado o meio rural para viver nas cidades ao tomarem conhecimento da seriedade do Luz Para Todos, voltaram para suas propriedades rurais para esperar a chegada da energia elétrica. Por isso, nossa meta foi aumentada de 48 mil ligações para 61 mil”, explica o Procurador da Presidência da concessionária, Inácio Azevedo.

Já o coordenador do Programa Luz Para Todos na Eletrobras Distribuição Rondônia, José Carlos Carregaro, explica que o projeto de execução das 21 mil novas ligações já está licitado, e há várias frentes de obras em todo o Estado, garantindo o cumprimento da meta. “Das ligações previstas para 2010, mais de 1.700 já estão concluídas, o que nos deixa satisfeitos, pois estamos conseguindo vencer o maior empecilho da nossa região, que é o período de chuvas intensas”, comemora Carregaro.

Além do benefício direto do acesso gratuito à energia elétrica, o Ministério de Minas e Energia (MME), em recente pesquisa quantitativa de avaliação do Programa realizada em âmbito nacional, apontou benefícios indiretos, entre eles, a movimentação da economia fora do ciclo de obras de construção de redes elétricas. Os dados apontados pela pesquisa indicam que 79,3% dos entrevistados adquiriram televisores, 73,3% passaram a ter geladeiras e 24,1% compraram bombas d’água, dentre outros. Segundo análise do MME, os números pesquisados demonstram a melhoria na qualidade de vida das famílias beneficiadas, sem contar com a geração de empregos em outros segmentos da economia, fortalecendo cada vez mais a economia do país como um todo.

Fonte: Erica Cristina Verderio Bianco

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A