Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Luz Espelhada: fábrica vai produzir lâmpada econômica criada no Acre



Empresa será inaugurada nesta sexta-feira e terá capacidade de fabricar inicialmente de 80 a 100 luminárias por dia, gerando em torno de 40 empregos diretos
 

Uma lâmpada criada no Acre deu a seu inventor o terceiro lugar no Prêmio Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) do Ministério da Ciência e Tecnologia em 2006. Com investimento inicial de apenas R$ 800 o contador Alceste Castro conseguiu, com o apoio da Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), colocar em prática o projeto Luz Espelhada criado a partir de notícia publicada em uma velha revista da década de 1970 que foi parar por acaso em suas mãos. Do teste caseiro à inauguração da fábrica, que acontecerá nesta sexta-feira, às 17 horas, no Distrito Industrial, transcorreu um tempo relativamente curto para um projeto tão ousado nascido a partir de uma ideia simples.
 

Inspirado em satélite russo que seria utilizado para iluminar parte da Sibéria, a lâmpada utiliza um jogo de espelhos que expande a luz aumentando sua potência em seis vezes e diminuindo o consumo em até nove vezes. A Luz Espelhada é indicada principalmente para a iluminação pública com seis modelos disponíveis, mas o fabricante planeja ainda este ano apresentar um protótipo para uso doméstico.

A empresa terá capacidade de fabricar inicialmente de 80 a 100 luminárias por dia e irá gerar em torno de 40 empregos diretos. Em um ano a previsão é de que o número de funcionários dobre. Um exemplo da eficácia da Luz Espelhada é o prédio do Deracre, que utiliza a tecnologia da luminária há quatro anos. Neste período o consumo de energia passou de 38 mil watts/hora para 3.800 mil watts/hora, o que representa uma queda de 90%. Porto Acre, município a 90 km de Rio Branco, adotou a lâmpada em ruas e praças. Trinta por cento da cidade está iluminada com a Luz Espelhada. Alceste Castro começa a chamar a atenção de clientes também fora do Estado e inicia um processo de negociação com uma grande empresa de geração de energia elétrica. Ele diz que a parceria da Funtac foi imprescindível para o sucesso do projeto.
 

O empresário revela que a maior surpresa em ter conquistado o terceiro lugar do Finep foi saber que o vencedor na mesma categoria investiu 16 milhões de dólares enquanto ele, usando tecnologia desenvolvida com a ajuda da Funtac, utilizou uma verba de R$ 800. "Consegui provar que a lâmpada tinha redução de custo e que iluminava mais. O mundo não está mais querendo as lâmpadas de mercúrio que consomem mais energia sendo inviável para o planeta. Nossa ideia é transformar o sistema energético oferecido hoje".

Fonte: AGência de Notícias do Acre


 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Comissão da ALE aprova projetos que retiram incentivos das usinas do Madeira

Comissão da ALE aprova projetos que retiram incentivos das usinas do Madeira

Comissão também analisou outros projetos que seguem para votação em Plenário...

Sistema de transposição de peixes da UHE Jirau é referência

Sistema de transposição de peixes da UHE Jirau é referência

Sistema de Transposição de Peixes da UHE Jirau foi projetado pelos melhores especialistas no assunto

Coopprojirau e Observatório ambiental visitam UHE Jirau

Coopprojirau e Observatório ambiental visitam UHE Jirau

A Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau, mantém uma agenda de visitas institucionais que inclui os pr

Estudantes de engenharia visitam UHE Jirau

Estudantes de engenharia visitam UHE Jirau

Universitários conheceram algumas estruturas do empreendimento