Porto Velho (RO) domingo, 17 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Jirau: Famílias conhecem projeto de Reassentamento


 

As famílias que optaram pelo Reassentamento Rural Coletivo, residentes nas áreas rurais, com interferência do futuro reservatório do Aproveitamento Hidrelétrico Jirau, conheceram no dia 14, o local e o projeto do Programa de Remanejamento da População Atingida, desenvolvido pela Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Jirau.

Os proprietários e não proprietários definiram em reunião com a ESBR, no centro administrativo municipal de Nova Mutum Paraná, as regras para escolha dos lotes e fizeram uma visita à área dos futuros terrenos e às casas que serão destinadas àqueles que optaram por moradia em Nova Mutum Paraná.

Em Jirau, as famílias rurais terão direito a ter uma área rural para produção e uma moradia na localidade de Nova Mutum Paraná, o que lhes garante acesso a serviços e a continuidade na atividade rural, em área específica para esse fim.

Gostando do que viram, após a visita, 11 (onze) proprietários e 04 (quatro) não proprietários já escolheram suas casas em Nova Mutum Paraná. “Os proprietários que optaram pela casa, receberão residências com 84 metros quadrados e os não proprietários, com 70 metros quadrados”, informou o coordenador do Remanejamento, Anderson Imolesi.

Lotes

Animados com a nova perspectiva de vida, os moradores já pensam o que vão fazer com os lotes. A agricultora Cleuza Tesser disse que pretende criar gado leiteiro e trabalhar com a lavoura. “Preciso de uma área que tenha água para o gado e para irrigar as plantações”, disse. Já o morador de Mutum Paraná, José Carlos de Jesus, esposo de Maria de Fátima da Silva, beneficiários do Programa de Remanejamento da População Atingida, querem uma área em que possam plantar e realizar outras benfeitorias nas terras. “Para nós, o importante é termos uma área como a que temos em Mutum Paraná”, disse o casal.



Associação

O coordenador de Remanejamento lembrou ainda da importância dos proprietários da área rural em criar uma associação com o objetivo de fomentar o processo produtivo nos lotes que terão energia elétrica, água, estradas de acesso e outros benefícios. “Dessa forma, conseguirão ter sucesso nos projetos agrícolas”, afirma Anderson Imolesi.

 

Fonte: Comunica
 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A