Porto Velho (RO) terça-feira, 18 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Investimentos em usinas nucleares deve ser reavaliado



 
Brasília - O governo brasileiro deve analisar a conveniência de novos investimentos na construção de usinas nucleares depois do que ocorreu no Japão e, principalmente, das consequências a que está submetida a população daquele país, na opinião do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Ele considera que esse debate científico deverá ser tratado pelo Brasil e por autoridades de todo o mundo.
 

Na sexta-feira (11), o Japão sofreu um terremoto de magnitude 9 na escala Richter seguido de um tsunami que devastou cidades do nordeste do país. Autoridades japonesas decretaram a evacuação de um raio de 20 quilômetros (km) ao redor da Usina de Fukushima Daiichi e de 3 km em volta da Usina Fukushima Daini, depois do registro de avarias provocadas pelo abalo sísmico e do vazamento de gás radioativo.
 

Hoje, o Brasil tem em funcionamento duas usinas nucleares – Angra 1 e Angra 2 –, no Rio de Janeiro. No ano passado, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 6,1 bilhões para a construção de Angra 3.
 

Segundo a Eletronuclear, esse financiamento corresponde a 58,6% do investimento total do projeto. A empresa, à época da aprovação do financiamento, informou que ainda seria necessário investimentos diretos de cerca de R$ 9,9 bilhões.
 

Mesmo no Brasil, onde é baixa a probabilidade de terremotos de grande magnitude e de tsunamis, como os ocorridos no Oceano Pacífico, José Sarney ressaltou que “a natureza tem suas próprias vontades”. O presidente do Senado destacou, entretanto, que o debate sobre a necessidade de investimento em energia nuclear deve ser tratado por cientistas e não por “opiniões de políticos”.
 

“Eles [cientistas] sabem de nossas vulnerabilidades e onde elas podem ocorrer, mesmo porque cabe verificarmos que a natureza tem suas próprias vontades”, disse ele.
 

Segundo a agência de notícias Lusa, a primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, disse ontem (13) que o seu país e o mundo devem reavaliar o uso da energia nuclear diante dos fatos ocorridos no Japão. Ainda segundo a agência portuguesa, a chanceler deve anunciar hoje a suspensão do prolongamento de funcionamento das centrais nucleares alemãs realizado pelo governo em outubro do ano passado.


fonte: Marcos Chagas / Agência Brasil
 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Coopprojirau e Observatório ambiental visitam UHE Jirau

Coopprojirau e Observatório ambiental visitam UHE Jirau

A Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau, mantém uma agenda de visitas institucionais que inclui os pr

Estudantes de engenharia visitam UHE Jirau

Estudantes de engenharia visitam UHE Jirau

Universitários conheceram algumas estruturas do empreendimento

Obras do Linhão de Machadinho e Buritis serão licitadas em Outubro

Obras do Linhão de Machadinho e Buritis serão licitadas em Outubro

Com o objetivo de conectar as cidades abastecidas de energia elétrica por usinas térmicas ao Sistema Interligado Nacional, a Eletrobras Distribuição R

Linhão vai interligar o Amazonas com as usinas de Rondônia e Pará

Linhão vai interligar o Amazonas com as usinas de Rondônia e Pará

As interligações previstas são as seguintes: a da Usina Hidrelétrica de Tucuruí, no Pará, com Parintins; a das usinas de Jirau e Santo Antônio, em Ron