Porto Velho (RO) terça-feira, 17 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Eletronorte é reconhecida com Prêmio de Qualidade


Uma aposta bem-sucedida no envolvimento e na motivação dos funcionários rendeu à Eletronorte, pelo segundo ano consecutivo, o destaque em Pessoas no Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ). A companhia, historicamente uma das mais premiadas da administração pública, também se destacou no critério Sociedade, por ações de sustentabilidade e responsabilidade socioambiental. Os reconhecimentos foram dados à Superintendência de Produção Hidráulica, que reúne duas hidrelétricas no Pará (Tucuruí e Curuá-Una) e uma em Rondônia (Samuel).

Juntas, as usinas têm capacidade instalada de 8.660 MW e cerca de 450 colaboradores, dos quais 350 funcionários próprios. A 330 quilômetros de Belém, a hidrelétrica de Tucuruí é a mais importante, com capacidade de 8.370 MW. As usinas de Curuá-Una e Samuel têm potência de, respectivamente, 30 MW e 260 MW e estão sediadas nos municípios de Santarém, a 700 quilômetros de Belém, e Candeias do Jamari, a 50 quilômetros de Porto Velho.

Estimular a participação dos funcionários nos grandes temas da companhia é um objetivo perseguido com afinco pela superintendência. Para isso, a administração se vale de iniciativas como a formação de comitês multidisciplinares, abertos a todos os empregados, e a assinatura de contratos de gestão individual, pelos quais os colaboradores se comprometem a atingir variadas metas, inclusive de saúde pessoal. Mesmo sendo opcionais, os comitês e contratos já tiveram a adesão de, respectivamente, 70% e 90% dos funcionários. "Foi uma forma interessante de envolver ainda mais os colaboradores", diz o superintendente de produção hidráulica, Antonio Pardauil, que prevê forte aumento da participação nos comitês em 2011.

Segundo Pardauil, tanto os comitês como os contratos refletem fundamentos da metodologia de gestão japonesa Total Productive Maintenance, adotada por toda a empresa e com maior profundidade em Tucuruí. A usina espera receber neste ano o terceiro grau de distinção (Prêmio Especial) do órgão responsável pela metodologia, o Japan Institute of Plant Maintenance. As plantas de Samuel e Curuá-Una estão no mesmo caminho e já concorrem nos graus anteriores. "A metodologia incentiva a busca incansável de melhorias no processo produtivo e consegue motivar as pessoas do chão de fábrica, fazer com que nossos operadores, nossos mecânicos se sintam parte do processo decisório", diz o superintendente, destacando a padronização da gestão das três usinas.
 

Fonte: Terezinha Félix de Brito
 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A