Porto Velho (RO) quarta-feira, 26 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Eletrobrás pode ter quase metade de usina


Hidrelétrica de Belo Monte será a terceira maior do mundo quando concluída

A Eletrobrás poderá ter praticamente metade da hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu (PA). A participação na obra, que será a terceira maior usina do mundo quando concluída, é mais um sinal do fortalecimento da estatal, seguindo determinação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de estruturar uma megaempresa de energia.

Segundo o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, a Eletrobrás já foi a maior empresa do Brasil, superando até a Petrobras. "Depois, ela foi ao chão e, com o governo Lula, retomamos a grandiosidade dela", disse o ministro à Agência Estado.

"O presidente tem toda a razão quando nos determina que transformemos a Eletrobrás numa grande empresa, uma holding capaz de atender às necessidades do povo brasileiro." Assim como fez nos consórcios que venceram os leilões das usinas de Santo Antônio e Jirau, no Rio Madeira, a Eletrobrás não terá o controle da sociedade que administrará a usina no Xingu, que terá capacidade de produzir 11,2 mil megawatts (MW). "A participação em Belo Monte será de até 49,9%, não chegará a 50%", disse Lobão.

O processo de fortalecimento, reforçado pelo presidente Lula na entrevista publicada pelo jornal "O Estado de S. Paulo" hoje (19), não se refere apenas a investimentos em usinas ou linhas de transmissão, mas também à imagem da companhia. Lobão anunciou que, no próximo mês, será lançada a nova logomarca da holding estatal. Além disso, o nome Eletrobrás passará a ser usado também pelas subsidiárias, numa tentativa de unificar o grupo.

CAPITALIZAÇÃO - O ministro confirmou que o governo estuda uma possível capitalização da Eletrobrás, conforme revelado pelo Grupo Estado em janeiro. A emissão de novas ações poderia levantar até R$ 14 bilhões. O ministro evitou entrar em detalhes sobre cifras, confirmando apenas que o estudo sobre a operação está sendo feito.

Os rumores de uma eventual capitalização da estatal ganharam força há algumas semanas, nas vésperas do anúncio do pagamento dos dividendos atrasados. Mas a Eletrobrás acabou optando em pagar R$ 10 bilhões com recursos do caixa, em quatro parcelas anuais até 2013.

Nos últimos dois anos, o governo tomou medidas para sanear as contas da estatal e para que a empresa possa ampliar seu leque de investimentos. Lobão lembrou que, em abril de 2008, a Eletrobrás garantiu o direito de formar parcerias para empreendimentos fora do País.

Outra fonte do governo relatou que o plano de fortalecimento da Eletrobrás recebeu o aval de Lula e da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, há cerca de duas semanas. O programa prevê ações de curto prazo e metas para 20 anos. A marca central desse plano, segundo a fonte, é a intenção de transformar a Eletrobrás numa líder global na produção de energia limpa. Esse interlocutor do governo revela que, além de investir em hidrelétricas, a Eletrobrás vai apostar em fontes não emissoras de gás carbônico, como centrais de energia solar, eólica e termonucleares. 

Fonte: Agência Estado

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Hidrelétrica Santo Antônio comemora o Dia da Árvore com criação de bosque

Hidrelétrica Santo Antônio comemora o Dia da Árvore com criação de bosque

Na manhã de hoje, em comemoração ao Dia da Árvore, foi inaugurado um bosque na Hidrelétrica Santo Antônio. A área de mais de dois hectares, o equivale

Comissão da ALE aprova projetos que retiram incentivos das usinas do Madeira

Comissão da ALE aprova projetos que retiram incentivos das usinas do Madeira

Comissão também analisou outros projetos que seguem para votação em Plenário...

Sistema de transposição de peixes da UHE Jirau é referência

Sistema de transposição de peixes da UHE Jirau é referência

Sistema de Transposição de Peixes da UHE Jirau foi projetado pelos melhores especialistas no assunto