Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Eletrobrás inicia projeto de substituição de geladeiras


Empresa vai trocar 27 mil refrigeradores de consumidores de baixa renda
 
A Eletrobrás inicia, no próximo dia 22, o programa de substituição de 27 mil geladeiras, nas regiões Norte e Nordeste do país, por aparelhos de baixo consumo de energia elétrica.  A iniciativa faz parte dos Projetos de Eficiência Energética em Unidades Consumidoras de Baixa Renda nas áreas de atuação de suas seis distribuidoras: Amazonas Energia;Companhia Energética de Alagoas (CEAL); Companhia Energética do Piauí (CEPISA); Centrais Elétricas de Rondônia (CERON); Companhia de Eletricidade do Acre (ELETROACRE) e Boa Vista Energia (BOVESA).

A substituição das geladeiras será feita por sorteio, contemplando consumidores dos diversos municípios de atuação das concessionárias. Irão participar do sorteio apenas unidades consumidoras que estejam enquadradas nos seguintes critérios: estar na classe residencial e possuir padrão monofásico; estar cadastrado na concessionária como consumidor de baixa renda; estar adimplente junto à concessionária que o atende: e, estar com as instalações elétricas regulares. Na primeira fase do programa serão sorteadas 22 mil geladeiras e as cinco mil restantes ao longo de 2010.

O presidente das Empresas Distribuidoras da Eletrobrás (EDEs), Flávio Decat, explicou que ao longo de um ano, as geladeiras eficientes - atestadas com o selo de economia de energia classe “A” do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel)-, substituirão outras de elevado consumo que, por muitas vezes, contribuem para o aumento do valor da conta de luz do consumidor de baixa renda, inviabilizando a possibilidade de pagamento. 

“Além da eficiência energética, as geladeiras apresentam uma característica que demonstra toda a responsabilidade ambiental do programa: os gases de refrigeração e expansão de espuma não agridem a camada de ozônio, diferentemente dos gases que eram utilizados na produção das geladeiras antigas. O descarte desses equipamentos seguirá o que determina a regulamentação do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) 267/2000, com previsão de reciclagem de peças e gases”, acentuou Decat. 

Economia com licitação centralizada 

O presidente das EDEs destacou também que as Distribuidoras da Eletrobrás realizaram a maior licitação para aquisição de geladeiras da história do setor elétrico. As seis empresas adquiriram juntas, por meio de pregão eletrônico, as 27 mil geladeiras o que resultou em uma economia de 21,16% no preço final do produto. Segundo Decat, a centralização leva à reformulação e unificação das especificações técnicas, contribuindo para aquisição de produtos que contemplem as novas tecnologias. “Esta união beneficia a integração entre as empresas, a padronização dos procedimentos, o aumento do poder de compra, o intercâmbio de produtos, a redução de estoques e a troca de experiências entre as distribuidoras”, afirmou o presidente.
 
Para implementação dos projetos de eficiência energética em comunidades de baixa renda, a Diretoria de Distribuição da Eletrobrás estima investir cerca de R$ 50 milhões e sua execução está em conformidade com os critérios estabelecidosna Resolução n.º 300 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), de 12 de fevereiro de 2008.
 
 
PRIMEIRA ETAPA DE DISTRIBUIÇÃO DAS GELADEIRAS NAS DISTRIBUIDORAS 
Empresa
Quant.
Amazonas Distribuidora de Energia S.A.
10.000
Companhia Energética de Alagoas – CEAL
4.000
Centrais Elétrica de Rondônia S.A – CERON
3.000
Companhia Energética do Piauí – CEPISA
2.500
Companhia de Eletricidade do Acre – ELETROACRE
1.500
Boa Vista Energia S.A. - BVENERGIA
1.000
TOTAL
22.000
 
 
 Fonte: Érica Cristina

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A