Porto Velho (RO) terça-feira, 12 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Construtora Tabocas e STICCERO fecham acordo e operários do linhão voltam ao trabalho


 

Depois de ter dado continuidade na manhã de ontem sexta-feira (22) à paralisação iniciada ontem, os trabalhadores da Construtora Tabocas que constroem a obra do linhão de Porto Velho a Araraquaras (SP) na frente de trabalho de Cabixi, decidiram por fim ao movimento paredista e retornaram às atividades normais ainda pela parte da manhã após, finalmente, a empresa ter aceitado negociar com o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção Civil (STICCERO) um acordo coletivo para atender as principais reivindicações da categoria.
 

No Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) firmado entre a Tabocas e o STICCERO ficou estabelecido o pagamento de cesta alimentação no valor de R$ 250,00, retroativo a setembro, inclusive para os empregados demitidos neste período, que fizerem jus ao benefício; sendo que os valores retroativos serão pagos no próximo dia 25 de novembro. Outro ponto acordado foi sobre o direito de visita à família (baixada), que será concedida uma folga de cinco dias úteis a cada quatro meses de trabalho, com direito a passagem rodoviária ida e volta ou o valor equivalente para outra modalidade de transporte, além de reembolso de R$ 150,00 para despesas com alimentação.
 

O ACT prevê ainda outros pontos, como a contratação de um plano de saúde empresarial para os empregados no prazo de trinta dias; estabilidade para os quatros membros da comissão representativa dos trabalhadores até o fim das atividades programadas; além do abono do dia de parado, que ficou condicionado ao retorno imediato dos trabalhos. Durante todo o protesto dos trabalhadores permaneceu no local uma equipe do STICCERO, coordenada pelo presidente Raimundo Soares, o Toco, com os diretores Alcires Queiroz e Flademir Bispo, o Romário, além do assessor Borges.
 

Toco ressaltou a importância da união da categoria, que confiou  no STICCERO e seguiu todas as orientações do Sindicato, o que permitiu uma importante vitória e a conquista de benefícios imediatos. O sindicalista ressaltou também que um novo diálogo foi estabelecido com a empresa Tabocas, permitindo um entendimento que foi proveitoso para ambos os lados.

 
FONTE: CUT RO

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A