Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Camargo Corrêa proporciona empregabilidade às pessoas com deficiência



No país, cerca de 27 milhões de pessoas apresentam alguma deficiência. Uma das maiores dificuldades enfrentadas por essas pessoas é a inserção no mercado de trabalho.

Preocupada em mudar essa situação, a Camargo Corrêa, responsável pelas obras civis da Usina Hidrelétrica Jirau, desenvolve o Conviver - programa diferenciado, exclusivo para desenvolver talentos e aptidões em pessoas com algum tipo de deficiência, por meio de cursos diversos.

De acordo com a psicóloga da Camargo Corrêa, Patrícia Xavier, o projeto tem por objetivo aproveitar a competência que as pessoas com deficiência física possuem. “Esse público tem uma grande dificuldade de aceitação. Foi pensando nisso que a construtora desenvolveu o Conviver, no canteiro de obra. Aqui eles se sentem úteis. É notável a eficiência e a dedicação dessas pessoas”, informou Xavier.

Ao todo, o canteiro de obras da UHE Jirau conta com mais de sessenta profissionais com deficiência física. A meta é inserir cerca de 300 pessoas, entre homens e mulheres, de 20 a 40 anos. Ainda segundo Patrícia, a Camargo Corrêa realiza sensibilizações com as áreas que estão recebendo profissionais com deficiência física.

Segundo o gerente administrativo da Camargo Corrêa, Fidelis Diniz, a construtora tem a grande preocupação em oferecer oportunidades para as pessoas com deficiência física. “Promover inclusão social, este é o principal objetivo do programa Conviver. A Camargo Corrêa abre portas para as pessoas que possuem deficiência física possam desenvolver suas aptidões, com isso, contribuir na construção desse grande empreendimento”, enfatizou Diniz.

Edisângelo Ramos, 30, é um profissional com deficiência auditiva e se comunica através de sinais (libras). Atua no setor de segurança. Ele conta que ingressou na UHE Jirau, por meio de abertura de vagas para pessoas com deficiência física. Antes atuou, durante três anos, numa empresa de refrigerante. Mas não estava satisfeito com o trabalho. “Fiquei animado ao saber que fui selecionado. Sinto-me bem acolhido e contente com o trabalho que desenvolvo. Os profissionais da empresa reconhecem o meu esforço”, declarou.

Fonte: Comunica

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A