Porto Velho (RO) sábado, 22 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Camargo Corrêa proporciona empregabilidade às pessoas com deficiência



No país, cerca de 27 milhões de pessoas apresentam alguma deficiência. Uma das maiores dificuldades enfrentadas por essas pessoas é a inserção no mercado de trabalho.

Preocupada em mudar essa situação, a Camargo Corrêa, responsável pelas obras civis da Usina Hidrelétrica Jirau, desenvolve o Conviver - programa diferenciado, exclusivo para desenvolver talentos e aptidões em pessoas com algum tipo de deficiência, por meio de cursos diversos.

De acordo com a psicóloga da Camargo Corrêa, Patrícia Xavier, o projeto tem por objetivo aproveitar a competência que as pessoas com deficiência física possuem. “Esse público tem uma grande dificuldade de aceitação. Foi pensando nisso que a construtora desenvolveu o Conviver, no canteiro de obra. Aqui eles se sentem úteis. É notável a eficiência e a dedicação dessas pessoas”, informou Xavier.

Ao todo, o canteiro de obras da UHE Jirau conta com mais de sessenta profissionais com deficiência física. A meta é inserir cerca de 300 pessoas, entre homens e mulheres, de 20 a 40 anos. Ainda segundo Patrícia, a Camargo Corrêa realiza sensibilizações com as áreas que estão recebendo profissionais com deficiência física.

Segundo o gerente administrativo da Camargo Corrêa, Fidelis Diniz, a construtora tem a grande preocupação em oferecer oportunidades para as pessoas com deficiência física. “Promover inclusão social, este é o principal objetivo do programa Conviver. A Camargo Corrêa abre portas para as pessoas que possuem deficiência física possam desenvolver suas aptidões, com isso, contribuir na construção desse grande empreendimento”, enfatizou Diniz.

Edisângelo Ramos, 30, é um profissional com deficiência auditiva e se comunica através de sinais (libras). Atua no setor de segurança. Ele conta que ingressou na UHE Jirau, por meio de abertura de vagas para pessoas com deficiência física. Antes atuou, durante três anos, numa empresa de refrigerante. Mas não estava satisfeito com o trabalho. “Fiquei animado ao saber que fui selecionado. Sinto-me bem acolhido e contente com o trabalho que desenvolvo. Os profissionais da empresa reconhecem o meu esforço”, declarou.

Fonte: Comunica

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Hidrelétrica Santo Antônio comemora o Dia da Árvore com criação de bosque

Hidrelétrica Santo Antônio comemora o Dia da Árvore com criação de bosque

Na manhã de hoje, em comemoração ao Dia da Árvore, foi inaugurado um bosque na Hidrelétrica Santo Antônio. A área de mais de dois hectares, o equivale

Comissão da ALE aprova projetos que retiram incentivos das usinas do Madeira

Comissão da ALE aprova projetos que retiram incentivos das usinas do Madeira

Comissão também analisou outros projetos que seguem para votação em Plenário...

Sistema de transposição de peixes da UHE Jirau é referência

Sistema de transposição de peixes da UHE Jirau é referência

Sistema de Transposição de Peixes da UHE Jirau foi projetado pelos melhores especialistas no assunto