Porto Velho (RO) sábado, 16 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Aneel nega pedido de prorrogação de prazo para novas usinas



 
Brasília - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) negou hoje (29) o pedido de prorrogação do prazo para o início do funcionamento de seis usinas termelétricas controladas pelo grupo Bertin, que deveriam ter começado a gerar energia em janeiro deste ano.

Segundo os responsáveis pelos empreendimentos, o início do suprimento atrasou por causa da demora na publicação dos atos de outorga pelo governo federal, que refletiu no cronograma de implantação das usinas.

O leilão das termelétricas foi realizado em setembro de 2008 e o vencedor foi o consórcio MC2, controlado pela Bertin. As usinas termelétricas Catu, Senhor do Bonfim, Dias D'Ávila 1, Dias D'Ávila 2, Camaçari 1 e Feira de Santana, todas na Bahia, terão mais de mil megawatts (MW) de potência instalada.

No início de março, a Aneel já havia negado um pedido da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) para a suspensão de contratos das seis usinas termelétricas. 

 
Fonte: Sabrina Craide / Agência Brasil
 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A