Sábado, 20 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Cultura

Prefeitura reforça alimentação de alunos do campo


Os produtos regionais, como banana, açaí, cupuaçu e farinha de tapioca, conhecidos pelo sabor e alto valor nutricional, agora fazem parte do cardápio alimentar dos alunos da zona rural e ribeirinha de Porto Velho. Com o lançamento do projeto "Sabor do Campo", na manhã desta quarta-feira (30), no auditório da escola de música "Jorge Andrade", um total de 45 itens passam a ser comprados pelas escolas, direto do produtor rural.

Desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), através da Divisão de Alimentação Escolar (Diale), o projeto proporciona o reforço da alimentação escolar, valoriza o trabalho do produtor e incentiva a prática da agricultura familiar, além de dar mais autonomia para as escolas, que passam a decidir que produtos comprar, quando e de quem comprar, com o devido acompanhamento dos conselhos escolares e associações de pais.

O prefeito Roberto Sobrinho destacou durante o lançamento que além de incentivar o associativismo, que é extremamente importante para o crescimento do produtor, já que a compra só poderá ser feita dos associados a sindicatos e cooperativas, o projeto é uma garantia de compra e de preço. "O trabalhador vai saber que produzindo ele vai ter alguém que compre os seus produtos. Isso lhe dá uma certa segurança. Com a compra direta ainda será possível reduzir os custos, já que não haverão mais atravessadores, o que permitirá melhorar a qualidade", falou.

Sobrinho também lembrou que a Prefeitura está investindo na melhoria da educação do campo, de um modo geral. Em dois anos, mais que dobrou o número de alunos atendidos com transporte escolar, renovou a frota e está reformando e ampliando escolas.

A secretária municipal de Educação, Epifânia Barbosa da Silva, ressalta que desde 2003, com o lançamento do programa "Fome Zero", do Governo Federal, não se serve mais merenda nas escolas rurais, e sim refeições. "Esses alunos que estudam nas escolas rurais costumam vir de muito longe para estudar e precisam de uma alimentação completa e reforçada para conseguirem ter um bom rendimento escolar", diz Epifânia, acrescentando que quando a atual administração assumiu eram investidos R$ 320 mil em merenda escolar. Hoje o valor já ultrapassa os R$ 400 mil. 

Fonte: Ascom
 

Gente de OpiniãoSábado, 20 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa francês de rádio disponibiliza arquivos do especial de música rondoniense

Programa francês de rádio disponibiliza arquivos do especial de música rondoniense

A inserção da música rondoniense em uma programa radiofônico de Marselha, a segunda maior cidade da França, está disponível de forma permanente em u

Estudantes de Jornalismo da Unir lançam revista sobre música de Rondônia

Estudantes de Jornalismo da Unir lançam revista sobre música de Rondônia

Uma reunião estratégica foi realizada no último dia 04, no gabinete do governador de Rondônia, Coronel Marcos Rocha. O Diretor-Superintendente do Se

Escola Pé de Murici recebe atividades do Projeto Cine Itinerante "Do mar do Caribe à beira do Madeira" nesta sexta-feira (05)

Escola Pé de Murici recebe atividades do Projeto Cine Itinerante "Do mar do Caribe à beira do Madeira" nesta sexta-feira (05)

Nesta sexta-feira (05 de julho), as ações do Projeto Cine Itinerante “Do mar do Caribe à beira do Madeira: Educação, Arte e Cultura cinematográfica

Gente de Opinião Sábado, 20 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)