Segunda-feira, 22 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Cultura

Pesquisador da Fiocruz faz palestra na São Lucas


 
Pesquisador da Fiocruz faz palestra na São Lucas e
sugere unidade de referência contra a leishmaniose em RO

O professor doutor Jackson Maurício Lopes Costa, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/Bahia), criticou a falta de ineficiência das redes de referências na análise de casos da leishmaniose tegumentar. Segundo ele, é preciso mais investimento na realização de pesquisas e na implantação de novos laboratórios de referência em todo o país. Jackson Maurício Costa fez palestra sobre a leishmaniose tegumentar, no auditório da Faculdade São Lucas, para acadêmicos dos cursos da área de saúde da Instituição. “Havendo investimentos para a implantação de novos laboratórios, cabe destacar que Rondônia possui estrutura para ser referência no diagnóstico da leishmaniose tegumentar”, disse o especialista, acrescentando que a unidade de referência poderia ser instalada na cidade de Guajará Mirim, por estar situada na região de fronteira. 

Jackson Costa destacou os avanços na área de conhecimento sobre a leishmaniose tegumentar, mas enfatizou que continua sendo a segunda doença com maior incidência provocada por protozoários, perdendo apenas para a malária. “A doença registra casos em todos os estados, em decorrência de adaptação dos ciclos dos protozoários, atingindo mais as áreas urbanas”, frisou. De acordo com o pesquisador da Fiocruz, no Brasil a região de maior incidência da leishmaniose tegumentar é a Amazônia, principalmente pelo crescimento demográfico e projetos hidrográficos que favorecem a transmissão da doença. Em Rondônia, conforme Jackson Costa, existe a presença do parasita e do vetor. O que mais preocupa é o tipo Difusa da doença, por ser crônica e, ainda, incurável. “Entendendo os padrões epidemiológicos haverá mais facilidade no direcionamento de ações de controle do vetor que transmite o parasita no estado”, mencionou. Segundo ele, em toda a América do Sul somente o Chile e o Uruguai não registram casos da doença.

Fonte: Chagas Pereira

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 22 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa francês de rádio disponibiliza arquivos do especial de música rondoniense

Programa francês de rádio disponibiliza arquivos do especial de música rondoniense

A inserção da música rondoniense em uma programa radiofônico de Marselha, a segunda maior cidade da França, está disponível de forma permanente em u

Estudantes de Jornalismo da Unir lançam revista sobre música de Rondônia

Estudantes de Jornalismo da Unir lançam revista sobre música de Rondônia

Uma reunião estratégica foi realizada no último dia 04, no gabinete do governador de Rondônia, Coronel Marcos Rocha. O Diretor-Superintendente do Se

Escola Pé de Murici recebe atividades do Projeto Cine Itinerante "Do mar do Caribe à beira do Madeira" nesta sexta-feira (05)

Escola Pé de Murici recebe atividades do Projeto Cine Itinerante "Do mar do Caribe à beira do Madeira" nesta sexta-feira (05)

Nesta sexta-feira (05 de julho), as ações do Projeto Cine Itinerante “Do mar do Caribe à beira do Madeira: Educação, Arte e Cultura cinematográfica

Gente de Opinião Segunda-feira, 22 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)