Porto Velho (RO) segunda-feira, 27 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Festcineamazônia inicia apresentações no Vale do Guaporé


 

Gente de Opinião
 

Com a missão de levar o cinema e outras expressões artísticas, como o circo e a música, para regiões distantes, de difícil acesso e pouco atendidas culturalmente, o Festcineamazônia Itinerante, na última sexta feira, 8, deu início a sua jornada amazônica de 2014, que iniciou na cidade de Guajará Mirim, Rondônia, e termina em meados de setembro, no departamento de Pando, na Bolívia, na segunda etapa do projeto.

Com uma equipe diversa de 12 pessoas, composta por técnicos, produtores culturais e artistas de diversas partes do Brasil e da Bolívia, o Festcineamazônia Itinerante realizou uma exitosa apresentação nas cidades de Guajará Mirim, na praça do Museu da Estrada de Ferro Madeira Mamoré e, no dia seguinte, na cidade boliviana de Guayaramirim, repetindo o sucesso da apresentação anterior, somando um público de mais de 700 pessoas nas duas cidades.

Além das exibições de curtas-metragens de diversas partes do mundo, inclusive com filmes indígenas, a edição itinerante do festival conta com as apresentações do músico Rodolfo Minari - que vive no Acre e canta temas da cultura amazônica, misturando elementos do imaginário tradicional, indígena e caboclo - e do palhaço mineiro Titetê, o qual, com seus números lúdicos, alegrou tanto os bolivianos quanto os brasileiros.

Para o diretor do festival Jurandir Costa as duas primeiras apresentações mostraram a força do projeto, com as cadeiras completamente lotadas, além de inúmeras pessoas em pé. "Ver as praças pelas quais passamos cheias para assistir filmes não comerciais, brasileiros, indígenas e latinos. Ver a aceitação por parte do público a este tipo de cinema que não encontra espaço nas tevês e salas tradicionais. Saber que estamos contribuindo para a descentralização, democratização do acesso e fruição de nossos filmes, é a melhor resposta que estamos no caminho certo", conclui Costa.

Logo após a apresentação em Guayaramirim, a equipe embarcou no batelão Pato Selvagem, que os levará pelo rio Guaporé por mais de 17 dias entre pequenas comunidades ribeirinhas, aldeias e comunidades quilombolas, tanto no Brasil quanto na Bolívia.

O encerramento desta primeira etapa pelo vale do Guaporé será no dia 25 de agosto em Pimenteiras, Brasil, para no início de setembro iniciarem o trajeto da Estrada do Pacífico, passando por cidades amazonense, acreanas, bolivianas e peruanas, na tríplice fronteira do Acre.

O Festcineamazônia Itinerante tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal através da Lei Rouanet, Ministério da Cultura, apoio cultural da Fundação Saramago e Iphan. Parceiros de Mídia Rádio Parecis FM e Canal Brasil. O Festcineamazônia é membro do Green Film Network e Fórum dos Festivais.

Fonte: Sérgio de Carvalho / Festcine Amazônia Itinerante

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio