Porto Velho (RO) sábado, 19 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Cultura

Encontro debate psicologia e mediação


Numa iniciativa conjunta da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia e do Conselho Regional de Psicologia (Seccional Rondônia), foi realizado ontem, no auditório da Ulbra, em Porto Velho, o encontro estadual que discutiu os temas "Medidas sócio-educativas de internação", com palestras ministradas pelas psicólogas Amanda de Souza Oliveira Cabral, especialista em violência doméstica contra criança e adolescente pelo Laboratório da Criança da Universidade de São Paulo que atua na Promotoria da Infância e Juventude no Ministério Público de Porto Velho, e Denise Toffani, especialista em Psicologia Jurídica, atua no Tribunal de Justiça de Rondônia há mais de dez anos na Justiça da Infância e Juventude, e "Psicologia e Mediação", coordenado pela psicóloga Gisele Câmara Groeninga e pelo advogado Helder Hisler.

Gisele Groeninga é Psicanalista pelo Instituto Sedes Sapientae e Instituto da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo e Mestranda em Direito Civil pela USP, enquanto Helder Hisler é advogado especialista e Direito Constitucional pela Universidade de Taubaté em São Paulo, Mestrado em Ciências Políticas pela Escola Superior de Guerra, Doutorando em Direitos Fundamentais pela Universidade Carlos III, de Madri. O encontro, segundo a psicóloga Fátima Queiroga, coordenadora estadual do Núcleo da Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (Abep) em Rondônia, tem como meta elaborar propostas que serão apresentadas e defendidas por ocasião do I Encontro de Psicologia e Mediação, previsto para o período de 7 a 9 de deste mês de dezembro, em Brasília. Fátima Queiroga informou que o Núcleo da Abep foi implantado em agosto deste ano, sendo este encontro o primeiro evento promovido pela entidade no estado.

O coordenador geral da Seccional do Conselho Regional de Psicologia, Zeno Germano, informou que as preliminares do I Encontro de Psicologia e Mediação estão sendo realizadas em nível nacional. "Essa iniciativa tem o apoio do Ministério da Justiça, que reconhece que o psicólogo deve participar de todo esse processo de mediação e conciliação, que é uma área nova na psicologia", salientou o coordenador, acrescentando que esse debate é importante para o campo da psicologia em Rondônia.

Fonte: Chagas Pereira

Mais Sobre Cultura

Bado representa Rondônia na III Mostra Nacional de Música Sesc no Rio de Janeiro

Bado representa Rondônia na III Mostra Nacional de Música Sesc no Rio de Janeiro

No dia 22 de outubro as 19h, o instrumentista e compositor Bado, apresenta o Show Musical no Quintal na III Mostra Nacional de Musica SESC no Rio de J

Concurso de Samba de Enredo do Asfaltão

Concurso de Samba de Enredo do Asfaltão

Inspirados com o tema de Enredo "TRIÂNGULO, O BRAÇO DO VIOLÃO - NO CARNAVAL DO ASFALTÃO", de autoria do Altair Santos (Tatá) e Oscar Knigthz, composit

Palco Giratório do SESC segue até dia 27 na capital

Palco Giratório do SESC segue até dia 27 na capital

A programação do Festival Palco Giratório, realizado pelo Sistema Fecomércio através do Sesc em Rondônia, encerra na próxima sexta-feira (27). Desde

Festival Estudantil Rondoniense de Artes inicia fase estadual nesta quinta-feira

Festival Estudantil Rondoniense de Artes inicia fase estadual nesta quinta-feira

O Festival Estudantil Rondoniense de Artes (Fera) realizado pelo Governo de Rondônia inicia a fase final nesta quinta-feira (19) com a Cerimônia d