Porto Velho (RO) sexta-feira, 24 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Coordenadoria de Mulheres destaca importância da Lei Maria da Penha no Curta Amazônia



Representando a prefeitura de Porto Velho, a coordenadora municipal de políticas públicas para mulheres, Mara Regina Araújo, participou no último domingo (7), da cerimônia de encerramento do Curta Amazônia (festival de cinema) no Complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré. Ela destacou os cinco anos da Lei Maria da Penha, comemorados naquele dia e sua importância para combater a violência contra as mulheres em todo o Brasil.Coordenadoria de Mulheres destaca importância da  Lei Maria da Penha no Curta Amazônia - Gente de Opinião

Mara Regina declarou que a lei representa um grande avanço na garantia e igualdade de direitos para as mulheres, uma vez que estipula punições mais severas para os agressores e estabelece mecanismos de proteção que o estado deve utilizar em favor das vítimas. No entanto, de acordo com a sua avaliação, a lei também é um instrumento de prevenção, com objetivo de levar homens e mulheres a viverem em harmonia. “A lei trabalha em três áreas distintas, que são a prevenção, erradicação e punição”, frisou.

Com o advento da Lei Maria da Penha, segundo Mara Regina, a mulheres passaram a conhecer mais os seus direitos, fazendo com que inúmeras delas perdessem o medo de denunciar os mais diversos tipos de violência sofrida, quer seja física, moral, econômica ou sexual, dentre tantas outras. “As agressões continuam ocorrendo, mas o número de mortes vem diminuindo gradativamente, pois as mulheres passaram a denunciar mais”, comenta. Ela acrescenta que a divulgação da lei por parte da Coordenadoria de Mulheres visa promover a cultura de paz entre os gêneros em Porto Velho.


Instrumentos

A coordenadora lembra que a prefeitura está em campanha permanente contra a violência e dispõe de instrumentos capazes de atender as mulheres. Como exemplo, citou o Centro de Referência à Mulher Vítima de Violência, a Casa Abrigo e a rede Municipal de Enfrentamento à Violência, formada por órgãos municipais e estaduais. “Nossa grande reivindicação ainda é o funcionamento da Delegacia de Defesa da Mulher e Família (DDMF) 24 horas, para atender as vítimas durante a noite, finais de semana e feriados”, disse.

Nos próximos dias, conforme Mara Regina, a Coordenadoria de Mulheres em parceria com o Centro de Referência irão iniciar uma nova campanha de divulgação da Lei Maria da Penha nas associações de moradores, centros comunitários e outras entidades de bairro, com a finalidade de conscientizar homens e mulheres a viveram sem violência. Também aproveitou a oportunidade para divulgar a 3ª Conferência Municipal de Políticas para Mulheres, que será realizada de 22 a 24 de agosto no Banzeiros.


Números

Dados estatísticos divulgados pela Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres atestam que quase dois milhões de ligações denunciando casos de violência à mulher foram feitas nesses cinco anos da Lei Maria da Penha. Desse total, 237.271 transformaram-se em ocorrências policiais. Os números indicam que os maridos ou companheiros continuam sendo os maiores agressores, com 72% dos casos. Foram computados 141.838 casos de violência física; 62.326 de violência psicológica; 23.456 de violência moral; 18.234 de lesões corporais leves; 4.786 de violência sexual; 4.060 de ameaças; 3.780 de violência patrimonial; 1.021 de cárceres privados e 164 casos de tráfico de mulheres, dentre outros.

Fonte: Augusto José
Foto: Frank Nery e Beethoven Delano

 

 

  

 

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio