Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Vinício Carrilho

Existem diferenças entre intervenção militar e golpe militar? Por Vínicio Martinez


RESUMO: Entre o direito democrático e a técnica de governo mediante exceções, o Brasil brinca de democracia. A Carta Política não admite exceção ao que a própria Lei Constitucional não faça distinção. Para efeito didático, o texto está dividido em duas partes: 1) Da “suposta” intervenção militar; 2) Força Normativa Democrática da Carta Política de 1988. Foi utilizado o método hipotético-dedutivo e uma pesquisa do tipo bibliográfica, apresentando-se a temática da intervenção constitucional e do golpe militar, para ao final concluir que não há diferença entre um e outro.

PALAVRAS-CHAVE: Carta Política; CF/88; Intervenção militar; Estado de Exceção; Força Normativa da Constituição. Leia artigo completo em PDF, abaixo:

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Vinício Carrilho

FASCISMO EM CONTA-GOTAS - Por Vinício Carrilho Martinez

FASCISMO EM CONTA-GOTAS - Por Vinício Carrilho Martinez

FASCISMO EM CONTA-GOTASmas é alopático e contagiante - altamenteUm dos primeiros traços do fascismo é a criação do medo, por meio da intimidação const

 Voz Doce de Leite - Por Vinício Martinez

Voz Doce de Leite - Por Vinício Martinez

    Minas tem muita coisa diferente.    O sotaque é diferente.    Há gente diferente.    Que te leva passear, comer e rir.    Há um carinho por quem n

ELAS SIM. Mulheres Guerreiras - Por Vinício Carrilho Martinez

ELAS SIM. Mulheres Guerreiras - Por Vinício Carrilho Martinez

ELAS SIMMulheres GuerreirasO novo Maio de 68!“Mulheres guerreiras derrotam o fascismo”. Isto está escrito em todos os continentes e não sairá mais da

DIÁRIO DE UMA POLÍTICA - Por Vinício Martinez

DIÁRIO DE UMA POLÍTICA - Por Vinício Martinez

DIÁRIO DE UMA POLÍTICAuma visão política “bem” cotidianaNaqueles países raramente a política significou uma mera alternância entre partidos políticos