Porto Velho (RO) terça-feira, 18 de fevereiro de 2020
×
Gente de Opinião

Silvio Persivo

FAMÍLIAS BRASILEIRAS ESTÃO UM POUCO MAIS ENDIVIDADAS EM SETEMBRO


Gente de Opinião
 
A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostra que, em setembro, 58,2% das famílias brasileiras estão endividadas, um pouco acima do mês anterior (58%), e um resultado  menor do que o registrado há um ano, quando era de 63,5%. Para Bruno Fernandes, economista da CNC, “A retração do consumo, em virtude da persistência da inflação e da contração da renda, além do elevado custo do crédito, explica essa redução na comparação anual”.  A análise da CNC, no entanto, indica que a manutenção de altas taxas de juros e a instabilidade do mercado de trabalho ampliaram o percentual das famílias com contas ou dívidas em atraso, tanto na comparação mensal como na anual. Em setembro de 2015, este percentual era de 23,1% e agora é de 24,6%. No mês passado, esse total foi de 24,4%.

Do total das famílias, 9,6% disseram não ter como pagar as dívidas adquiridas entre cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguro. O percentual de inadimplência é maior tanto na comparação mensal (em agosto era de 9,4%) quanto na anual (em setembro de 2015 era de 8,6%). A proporção dos que se dizem muito endividados diminuiu de agosto para setembro – de 14,6% para 14,4% do total. Na comparação anual, no entanto, houve aumento de 0,5 ponto percentual. O tempo médio das contas atrasadas foi de 63,2 dias, sendo que o tempo médio de comprometimento com dívidas foi de 7,1 meses. Do total das famílias brasileiras, 21% estão com mais da metade da sua renda comprometida com este tipo de pagamento. O cartão de crédito permanece no topo da lista do tipo de dívida, com 76,3%, seguido do carnê (14,8%) e do financiamento de carro (10,9%).

Fonte: Blog Diz Persivo

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Persivo

Arte para quê?

Arte para quê?

A questão do que é a arte e da beleza da arte tem sido um tema sempre permanente nas discussões intelectuais.

REVEILLON: comemoração será multimusical + Lenha na Fogueria

REVEILLON: comemoração será multimusical + Lenha na Fogueria

Lenha na FogueiraNo apagar das luzes ou como se diz no jargão futebolístico, nos acréscimos, a polêmica entre a Sejucel (leia-se, superintendente Jobs

MAKTUB

MAKTUB

Este time do Flamengo é um grande time?

As mudanças no mundo do trabalho reclamam novas formas de pensar

As mudanças no mundo do trabalho reclamam novas formas de pensar

Leio no jornal português “O Público” que uma pesquisa do Instituto Nacional de Estatística (INE) revela que as empresas portuguesas contatam mais fr