Porto Velho (RO) quarta-feira, 20 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Silvio Persivo

A CRISE É O MOMENTO IDEAL PARA EMPREENDER - Por Sílvio Persivo


 
Silvio Persivo

Todos os especialistas em desenvolvimento acentuam que a educação é indispensável para se obter mais crescimento e maior qualidade de vida, mas, não é suficiente. Por que não é suficiente? A razão reside em que, caso não exista uma expansão da economia, os empregos existentes serão obtidos somente pelos mais preparados sem que aumentem em número. É por isto que se insiste na necessidade do empreendedorismo como um fator determinante para o desenvolvimento. Sem novos negócios, sem ter pessoas com iniciativa, que se determinem a empreender, de fato, não existe desenvolvimento.

No Brasil, infelizmente, embora se diga que existe muito empreendedorismo, o que se observa é que se trata do “empreendedorismo forçado”, ou seja, a pessoa que não obtém emprego para sobreviver cria algum tipo de atividade para se sustentar. Não é empreendedorismo no seu sentido bom. No sentido bom o empreendedorismo nasce de um sonho, de um grande sonho, mas, factível de execução e que requer características pessoais, como coragem, autoconfiança, persistência, resiliência, entre outras. Isto é necessário em razão de que terá que superar muitos obstáculos, não somente vindos da excessiva burocracia, como da falta de capital para investimento, em geral, e de que, no período de maturação, até o negócio dar retorno, quem empreende tem que fazer muitos sacrifícios, inclusive o de se dedicar sem uma contrapartida financeira compensadora.

Porém, hoje, com a diminuição do mundo, com a conexão on line, com a tecnologia rompendo barreiras, acabando com as distâncias, nada é mais cruel, em especial para o novo empreendedor, que a concorrência cada vez mais acirrada. Todo negócio, por menor que seja, pode ser impactado pelo que acontece distante, de forma que empreender vai ser, cada vez mais, uma questão de identificar necessidades. O sucesso de um negócio está muito ligado a explorar um nicho qualquer mal atendido. E, hoje, no Brasil, com os problemas da crise, empreender também importa em se motivar para o sucesso e acreditar em novas soluções.  De qualquer forma precisamos de empreendedores. É preciso deixar de falar em crise, pois, empreender é difícil em qualquer época. Portanto, a crise é um momento de oportunidade.  Se você tem uma ideia e acredita que ela traz algum tipo de solução que pode impactar na vida das pessoas, que é possível de gerar um negócio de sucesso, não tenha dúvida e empreenda! As dificuldades serão grandes, mas, não há sucesso sem trabalho e sem problemas.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Persivo

UM TROPEÇO NO INÍCIO DA JORNADA - Por Sílvio Persivo

UM TROPEÇO NO INÍCIO DA JORNADA - Por Sílvio Persivo

O Brasil, apesar do empate, jogou, razoavelmente, bem na sua estréia na Copa da Rússia. Claro que é frustrante para a torcida brasileira que deseja ve

O NOME DA FERA É CRISTIANO RONALDO

O NOME DA FERA É CRISTIANO RONALDO

O jogo mais esperado desta primeira rodada da Copa do Mundo não decepcionou: Portugal e Espanha fizeram um clássico muito disputado no Estádio Olímpic

“CEM ANOS DO ALTO MADEIRA” SERÁ LANÇADO NO PRÓXIMO SÁBADO A PRESENÇA DE ALMINO AFFONSO

“CEM ANOS DO ALTO MADEIRA” SERÁ LANÇADO NO PRÓXIMO SÁBADO A PRESENÇA DE ALMINO AFFONSO

O livro "Cem Anos do Alto Madeira (Paixão 100 Limites)", de Euro Tourinho e Silvio Persivo, aborda a história centenária do jornal mais antigo de Ron

A RÚSSIA SOBROU NO PRIMEIRO JOGO DO MUNDIAL - Por Sílvio Persivo

A RÚSSIA SOBROU NO PRIMEIRO JOGO DO MUNDIAL - Por Sílvio Persivo

No primeiro confronto do Mundial a Rússia, num jogo marcado por um futebol sofrível, rompeu, pelo menos temporariamente, o pessimismo que envolvia o s