Porto Velho (RO) terça-feira, 14 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Samuel Castiel Jr

BAR DIVULGA LIVROS DE AUTORES REGIONAIS


Da esq. para a dir. : Euro Tourinho, Lito Casara, Samuel Castiel e Sílvio Persivo - Gente de Opinião
Da esq. para a dir. : Euro Tourinho, Lito Casara, Samuel Castiel e Sílvio Persivo

Ponto de encontro de boêmios de qualidade, o bar Buraco de Candiru oferece também a seus frequentadores uma estante onde podem apreciar e até adquirir livros dos mais reconhecidos autores regionais.

Nesse famoso bar, cujo nome faz alusão a um peixe amazônico dado a penetrar em orifícios naturais dos humanos, a despeito de sua conotação hilária, traz consigo esse fator identitário da nossa região.

Naquele ambiente descontraído, pessoas de diversas classes sociais se reúnem para tomar drinques e saborear petiscos. Face ao bom nível intelectual de muitos dos frequentadores, assuntos relevantes relacionados à cultura e à política, principalmente, são debatidos.

No sábado passado, um dos frequentadores assíduos do bar, o médico, músico, escritor e poeta membro da Academia de Letras de Rondônia Samuel Castiel apresentou e introduziu na estante do local algumas obras  do médico, artista visual, jornalista e escritor/poeta membro da mesma academia, Viriato Moura.

 Abre-se assim um espaço cultural, em Porto Velho, a exemplo dos grandes centros onde literatura, música e as artes em geral são prestigiadas nesses estabelecimentos de lazer. O elogiável iniciativa merece ser seguida por outros empresários locais que atuam no ramo.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Samuel Castiel Jr

A pescaria "Nunca se deve cutucar onça ( ou cobra ) com vara curta."

A pescaria "Nunca se deve cutucar onça ( ou cobra ) com vara curta."

As águas frias e  límpidas,  como um espelho, refletiam  as  nuvens  do céu e as  frondosas arvores da mata verde. O   barco   rasgava    essa    supe

Nos tempos do corona

Nos tempos do corona

Ele era médico da imagem, mas também misófobo. Aliás, fez especialização em radiologia, depois fez ultra-sonografia e ressonância magnética, pois assi

O ESTRANGULAMENTO DA ÚLTIMA FLOR DO LÁCIO

O ESTRANGULAMENTO DA ÚLTIMA FLOR DO LÁCIO

Quando o poeta brasileiro Olavo Bilac ( 1865-1918 ) escreveu seu soneto “Lingua Portuguesa”, no primeiro verso , ele diz  “ Ultima flor do Lácio

MEMÓRIAS ATEMORIZANTES

MEMÓRIAS ATEMORIZANTES

Acho que muitos medrosos deveriam deitar-se no divã de um psicanalista