Domingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Josenildo Jacinto do Nascimento

A relação com o meio ambiente...


A relação entre o desenvolvimento, calcado em modelos que desconsideram as condições ambientais, e as limitações dos recursos do planeta, motivam estudos e reflexões que resultam na tese do desenvolvimento sustentado, cujos pressupostos apontam para a necessidade de nova ética na relação do homem com seu ambiente. A construção de um ambiente ecologicamente equilibrado, com sadia qualidade de vida, exige a participação da coletividade. Como caminho para essa participação vislumbra-se o condicionamento social através de informações pertinentes às conseqüências advindas das atividades humanas no globo terrestre, onde a dominação imposta pelo homem vem alterando consideravelmente as condições que estabelecem a sadia qualidade de vida a que todos têm direito. Os processos de licenciamento ambiental por parte dos órgãos públicos, se mostram na atualidade produzidos a revelia da população que poderá ser, em determinadas vezes, vítima da falta de uma análise aprofundada de caráter técnico que realmente busque todos os parâmetros de sustentabilidade e de envolvimento das comunidades diretamente atingidas, devido a isto, necessário se faz o envolvimento de todos na determinação do que realmente é precípuo àquela região/população. A questão da \"crise ambiental\" suscita o debate nas distintas fases do ambientalismo. O primeiro deles é o de sobrevivência. Se durante séculos na história da humanidade esteve ligado à conquista de alimentação, moradia e condições básicas de vida para todos, após a Segunda Guerra Mundial, passa por uma significativa ampliação na abrangência e qualidade dessas demandas. A sobrevivência hoje está em pauta de discussão a relação do homem com o ambiente. Está em agenda o debate sobre como encarar-se os outros seres que co-habitam esse planeta. Discussões a respeito da postura antropocêntrica do homem - \"tão importante quanto o humano é qualquer outra espécie que aqui habita ou somos o centro do universo e enquanto humanos devemos nos preocupar prioritariamente com a nossa espécie\". O problema é que sem as outras a espécie humana não sobrevive. Não se tem, segundo alguns, tecnologias para prescindir-se dos sistemas naturais, para se fazer uma estufa na lua e ir morar lá sem dependência de todos elementos naturais. Então, mesmo o homem se considerando o centro do planeta tem de levar em consideração a relação com esses seres, com esses elementos. Josenildo Jacinto do Nascimento – Maj PM Comandante do Batalhão de Polícia Ambiental Acadêmico de Direito-Faro, palestrante e especialista de Policiamento Ambiental

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Gente de OpiniãoDomingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

As injustiças socias...

Diante dos fatos que hoje nos acercam em relação aos problemas ambientais, em uma análise sucinta verificamos que as injustiças sociais e econômicas,

Onde houver seres humanos,haverá poluição?

Sem conhecer ou até mesmo sem acreditar que a natureza é um sistema organizado, o homem, agindo localmente, motiva degradações ambientais com reflexos

Sete anos da Lei de crimes ambientais...

No dia 12 de fevereiro, fez sete anos que foi criada a lei dos crimes ambientais, também chamada de “lei da vida” ou “lei da natureza”. Neste período

Gente de Opinião Domingo, 19 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)