Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Francisco Matias

Homenagens aos Radialistas no dia do Rádio...


Homenagens aos Radialistas no dia do Rádio... - Gente de Opinião


1. Neste sábado 24 de setembro, o Programa Gente de Opinião inovou. Aliás, em matéria de inovação o programa vem seguindo uma linha que não pode ser chamada de tradicional na medida em que evita partidarizar as questões regionais e não assume a posição de palmatória do mundo. Ao contrário, abre espaço para a discussão isenta permitindo amplo debate sobre qualquer tema. Foi assim neste sábado quando se comemorou (você sabia?) o dia do rádio e a semana do radialista, duas efemérides que, em rigor, têm passado despercebida da maioria da população. Pois bem. Gente de Opinião não deixou passar em branco e foi ao rádio e aos radialistas para trazer para a TV o debate a as homenagens devidas.

2. E por falar em homenagem, a proposta principal do Gente de Opinião visava homenagear todo mundo que trabalha no rádio, especialmente os radialistas, e o nome que simboliza esta luta é o de Beni Andrade, decano da Rádio Caiari, 38 anos de profissão, uma voz poderosa em defesa das regras sociais. Só podia ser ele o rosto símbolo desta data. "O pessoal do Gente de Opinião parece que está querendo perder audiência, trazer Beni Andrade para a TV, vai dar nisso", comentou, entre emocionado e jocoso o bom de briga Beni Andrade. Nada disso, ao mostrar na telinha o rosto que é dono daquela voz poderosa, que detém a capacidade de sintetizar a notícia, o modo simples e direto de alardear o bem comum, de defender os direitos da sociedade e de bem cumprir o papel do rádio, o programa Gente de Opinião sabe que ganhou audência, sabe que marcou presença e que inovou, pois foi a primeira vez que se prestou, em Rondônia, uma homenagem ao rádio em um programa de TV.

3. Participaram nomes relevantes do rádio rondoniense como Osmar Vilhena, dos tempos da Rádio Difusora do Guaporé e fundador da Caiari, João Dalmo, Lucivaldo Souza, Everton Leoni, Fernando José, que imitou a voz de D. João Batista Costa e nos relembrou da rádio cipó, do velho Humberto Amorim, e alguns mais recentes - porém não menos importantes - como Alisângela e Clévis Serafim. Nomes históricos foram lembrados, destacando-se Luiz Rivoiro e o padre Vitor Hugo (in memorian), que trilharam os caminhos radiofônicos na época de ouro do rádio, quando ainda não havia TV no espaço rondoniense. "A TV é filha do rádio", diz Beni Andrade. Aproveitando a deixa, Carlos Henrique Ângelo, do Gente de Opinião, questionou sobre a "idoneidade moral" da mãe da TV, abrindo um debate sobre a lisura da geração televisiva com relação à sociedade. Só sendo mesmo do Gente de Opinião para uma tirada dessas.......

4. O rádio em Rondônia tem muitos luminares e potentados. Empresários e radialistas que se aventuram em desbravar o inóspito espaço das terras de Rondon, podendo-se citar alguns grupos e personalidades, como a desaparecida Rádio Cidade, de Humberto Amorim, chamada "Pau do Fuxico" ou "rádio Cipó", por transmitir através de caixas de som instaladas em postes da velha Porto Velho. A Rádio Difusora do Guaporé, da década de 1940, a valorosa Rádio Caiari, do Bispo D. João Costa e do padre Vitor Hugo, a Rádio Eldorado do Brasil, do Mário Calixto, a Rádio Alvorada, de Ji-Paraná e os radialistas Valdemar Camata e Alfredo Costa, o Ivan Gonzaga, que está no Jaru, Fábio Camilo, de Presidente Médici, Arimar Souza de Sá, da Hora do Povo, Rita Furtado, da Rádio Nacional, o personagem Dalton Di Franco, Edinho Marques, Osmar Vilhena, Fernando José, o Pinguilite e, como não poderia deixar de ser, o homenageado Beni Andrade, a voz do rádio rondoniense. O Gente de Opinião segue em frente, com o objetivo de estar entre os melhores. E vamos chegar lá.

Fonte: Francisco Matias - Historiador e Analista Político

Homenagens aos Radialistas no dia do Rádio... - Gente de Opinião

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Francisco Matias

 O JANTAR DO CONDOR. O ALMOÇO DA ABRIL.  O HOSPITAL DO AMOR - Por Francisco Matias

O JANTAR DO CONDOR. O ALMOÇO DA ABRIL. O HOSPITAL DO AMOR - Por Francisco Matias

 Governador Confúcio Aires Moura, do estado de Rondônia   1.Novembro passou e dezembro entrou. O ano caminha para o seu final. Mas existe o risco de n

PORTO VELHO 103 ANOS - Por Francisco Matias

PORTO VELHO 103 ANOS - Por Francisco Matias

1.Hoje, dia 2 de outubro de 2017 completam-se 103 anos da criação do município de Porto Velho. Na manhã daquele 2 de outubro de 1914, no Palácio Rio N

O JORNAL ALTO MADEIRA E A HISTÓRIA - PARTE II

  1. Continuando com a série o Alto Madeira e a história, relatando a saga deste centenário em fase de adormecimento, este escriba lança novas matéria

O JORNAL ALTO MADEIRA E A HISTÓRIA- PARTE I

O JORNAL ALTO MADEIRA E A HISTÓRIA- PARTE I

    1. A propósito do anúncio publicado nas redes sociais dando conta de que o jornal ALTO MADEIRA vai encerrar suas atividades no final deste mês de