Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Domingues Junior

De pau e pedra



São Paulo faz aniversário, mas é uma cidade que chora. Tem ondas de lágrimas nas ruas alagadas e choro contido nos semblantes silenciosos do metrô lotado. Quer gritar sua incrível história, sobre como se tornou o gigante que  cresceu tanto a ponto de mal conseguir ver os próprios pés.

Fascinante  em explosões de arte e cultura, explode gente também.
Tem um sotaque tão seu, mesmo sendo de tantos.
Exemplo de lugar que a gente ama ou detesta. Às vezes experimenta esse amor e ódio  num mesmo dia. Basta a garoa virar tempestade.

A metrópole é protagonista. Desperta muita inveja. Nenhum lugar é assim. Em São Paulo você encontra o mundo inteiro. Tem um planeta espalhado entre milhões e consegue perder  o eu de cada um numa correria que enreda, fisga, vicia, apaixona e silencia o semblante no metrô lotado.

No quarto do hotel, de onde escrevo, vejo a pequena mala que fecho amanhã para voltar pra casa. Abaixo o volume da TV, pra ouvir a cidade ali fora. Tão poderosamente grande, que ao invés de acolher nos  recolhe. E ainda assim é mágica, encantadora, misteriosa...

Um dia o poeta cantou que quando chegou por aqui ele nada entendeu. E quem entende?
São Paulo não se explica. Pode ser comparada ao santo que lhe empresta o nome. O apóstolo que  escreveu sobre o amor de tal forma que nem Shakespeare conseguiria.

Se eu falasse a língua dos anjos e não tivesse amor, eu nada seria.

Pronto, eis o presente de aniversário ideal: doses maiores de amor. São Paulo agradece. Não o santo, que já está no céu, mas a cidade, que não quer e não merece virar um inferno.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Domingues Junior

O fantástico mundo acima do subsolo - Por Domingues Jr.

O fantástico mundo acima do subsolo - Por Domingues Jr.

Estou num elevador, a porta se abre, alguém que nunca vi em toda a minha vida diz um amistoso bom dia! Quer dizer, nem sempre é amistoso e nem sempre

Dose pra elefante - Por Domingues Jr.

Dose pra elefante - Por Domingues Jr.

 Tenho encontrado mais alento, verdade, beleza e até humanidade nos programas que vejo no Animal Planet, do que  na maior parte do que a TV exibe hoje

A Tailândia é logo ali - Por Domingues Jr.

A Tailândia é logo ali - Por Domingues Jr.

Temos sim, uma capacidade, um dom, um talento, que pode ser útil para o mundo. Mesmo que, aparentemente, não seja o nosso mundo, nossa cultura, nosso

Errado, eu? Por Domingues Jr.

Errado, eu? Por Domingues Jr.

O whatsapp, com tantas ferramentas incríveis e uma capacidade inigualável de facilitar a vida de tanta gente, também surge como uma besta-sem-freios