Domingo, 21 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Dom Moacyr

CARTA PASTORAL DE DOM MOACYR


"Orientações da Arquidiocese de Porto Velho para a participação do Povo de Deus nas Eleições 2006"
     
É aos Párocos, Religiosos e Religiosas, Diáconos e Seminaristas, Ministros, Coordenadores e Agentes de Pastoral, Lideranças, Leigas e Leigos cristãos das comunidades da Arquidiocese de Porto Velho, que queremos dirigir estas orientações para a participação nas Eleições 2006.
   
A Igreja não pode e nem deve omitir-se no campo político. Ela não pode colocar-se no lugar do Estado. Mas também não pode nem deve ficar de fora na luta pela justiça e pela ética. Seria renegar sua fé em Jesus Cristo. É nosso dever incentivar os católicos leigos a se engajarem com responsabilidade na ação política, dando a eles orientações para que exerçam o seu voto com inteligência e com ética. A partir destes ensinamentos é que a sociedade deve compreender o engajamento dos líderes da Igreja católica no combate à corrupção.

Nosso povo está sofrendo perante a crise moral que perpassa toda a nossa sociedade brasileira, sobretudo, nosso Estado. Estamos profundamente indignados com a corrupção generalizada e com a falta de ética na política de Rondônia.  Nesse contexto, a nossa consciência cristã sente-se ainda mais comprometida com o grave dever de contribuir para a mudança deste modo de conduzir a ação política. O sujeito político é a sociedade que é chamada a atuar eficazmente na política.

A corrupção eleitoral ainda é um problema enraizado na mentalidade de nosso povo. Os eleitores carecem de educação para a cidadania. É preciso instalar uma nova consciência política iluminada pelo lema que mobilizou os movimentos sociais nos últimos anos: "voto não tem preço, têm conseqüências." É tempo de pensar no valor do nosso voto. Estamos diante de um grande apelo ao depositar na urna o compromisso com Rondônia e com o Brasil: eleger candidatos idôneos, capazes de orientar nosso Estado e nosso Brasil para novos caminhos, em resposta às necessidades do povo. "Neste momento eleitoral, renova-se a oportunidade de continuar avançando no combate à corrupção eleitoral."(Doc. CNBB Eleições 2006)

Seja, portanto, um eleitor consciente do valor de seu voto. Que vote pela comunidade e não por interesse ou privilégios individuais ou familiares. UM ELEITOR QUE NÃO VENDA O SEU VOTO. Quem vende seu voto por favores, vende sua dignidade humana. O cristão não deve votar em candidato que quer comprar seu voto. Consciência não se vende. Queremos ser um eleitor que tenha consciência de seu poder de interferência e decisão na vida da comunidade, que saiba valorizar o seu voto, analisando, refletindo sobre o passado e o presente do candidato tendo em vista um futuro melhor.
 
Em meio a tudo o que está acontecendo, devemos ter esperança na construção de uma Rondônia melhor. Nós temos os meios para mudar essa situação. Que Deus inspire e proteja o povo brasileiro, especialmente o de nossa Arquidiocese, no próximo dia 1º. de outubro! Estamos conscientes de que o voto-cidadão, com participação popular, é uma das melhores formas de promover políticas públicas a serviço do bem comum. Somos convocados a uma ação política iluminada pela convicção de que o voto é de responsabilidade pessoal de cada eleitor, diante de sua consciência, da sociedade e de Deus. Que todos, no livre exercício do dever democrático, possam experimentar a proteção materna de Nossa Senhora! Façamos preces pela nossa Pátria e pelo nosso compromisso em recuperar a dignidade da vida pública do Estado e promover a prosperidade de nosso povo. Porto Velho, 15 de Agosto de 2006, na festa da Assunção de Nossa Senhora.

Dom Moacyr Grechi

Arquidiocese de Porto Velho

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Gente de OpiniãoDomingo, 21 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Pentecostes: Comunidades de rosto humano!

Pentecostes: Comunidades de rosto humano!

Palavra de Dom Moacyr Grechi – Arcebispo Emérito de Porto Velho

Páscoa do povo brasileiro - Por Dom Moacyr Grechi

Páscoa do povo brasileiro - Por Dom Moacyr Grechi

Hoje reafirmamos a nossa fé na ressurreição de Cristo; somos uma Igreja Pascal. Na oração do Credo, proclamamos a ressurreição dos mortos e a vida ete

Verdade libertadora! Por Dom Moacyr Grechi

Verdade libertadora! Por Dom Moacyr Grechi

  A Igreja, convocada a fortalecer o povo de Deus na atual conjuntura, é chamada a estar ao lado daqueles “que perderam a esperança e a confiança no B

Lugar seguro para viver! - Por Dom Moacyr Grechi

Lugar seguro para viver! - Por Dom Moacyr Grechi

  Diante do aumento da violência agrária que atinge trabalhadores rurais, indígenas, ribeirinhos, quilombolas, pescadores artesanais, defensores de di

Gente de Opinião Domingo, 21 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)