Porto Velho (RO) quarta-feira, 18 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Uma coluna sem papas na língua 22/12/10


 Uma coluna sem papas na língua 22/12/10 - Gente de Opinião

A purificação

Após a nomeação de seus últimos secretários, o governador eleito Confúcio Moura (PMDB) anuncia um retiro de toda equipe governamental para os dias 26 e 27. Ele afirma que a iniciativa tem como objetivo purificar a equipe de seus pecados, para que todo mundo assuma em 1º de janeiro com a alma limpa. Pô, Confúcio: já não bastava toda folha corrida exigida? Tem que ser ficha-limpa de pecados também?

 

Coisa funciona!

Mas este negócio de retiro político-espiritual funciona mesmo. Cara leitor cara-pálida de pouca fé: lembras daquele presidente da Assembléia Legislativa, o Natanael Silva, que dois dias antes da eleição da Mesa, levou consigo para uma fazenda, uma boiada de deputados fechada? Só assim garantiu unidade, fidelidade e a purificação dos aliados para se eleger...

 

A mesma língua

Na verdade, é compreensível o que o novo governador deseja. O encontro de dois dias visa o conhecimento mútuo da equipe, a distribuição de cartilhas de comportamento da nova gestão e principalmente unificar a linguagem do futuro secretariado. Afinal, a maioria dos assessores, não se conhece e no conclave Confúcio vai dar o tom de seu governo: modernidade, criatividade, transparência etc.

 

Uma sem-teto

E a senadora Fátima Cleide (PT-RO) acabou virando uma sem-teto ministerial. Cotada inicialmente para o Ministério do Meio Ambiente, Fafazinha também foi citada como favorita por jornais de grande circulação para assumir a Secretaria Nacional de Políticas de Promoção e Igualdade Racial. O cargo acabou nas mãos da socióloga baiana Luiza Bairros.

 

Sorteio de salas

A Câmara dos Deputados vai realizar nesta quarta-feira sorteio dos gabinetes que serão utilizados pelos novos deputados da próxima legislatura. O sorteio acontecerá no auditório Nereu Ramos. De Rondônia os deputados eleitos Padre Tom (PT), Marcos Rogério (PDT), Nilton Capixaba (PTB) e Carlos Magno (PP) vão ficar de olho pelas melhores acomodações.

 

Data magna

Como a data Magna de Rondônia foi transferida, por iniciativa do deputado estadual Jesualdo Pires (PSB-Ji-Paraná) de 22 de dezembro para 4 de Janeiro, hoje não será feriado, tampouco haverão solenidades festivas. Tudo ficou para o 4º de janeiro, quando os rondonienses vão festejar mais uma aniversário de emancipação do estado.

 

Boa viagem

Como contraponto as viagens aéreas que estão cada vez mais complicadas – não tem vagas nos aviões até 15 de janeiro - os rondonienses que chegaram esta semana a São Paulo e Paraná para as festividades de Natal e ano novo, elogiaram o estado das rodovias federais. Tanto os que foram de ônibus, como os que cortaram o estradão de carro, falaram que não tiveram dificuldades nas viagens.  

 

 

Uma coluna sem papas na língua 22/12/10 - Gente de Opinião


 

Do Cotidiano

A inesperada aliança

O ex-senador Amir Lando sempre repetia aquele antigo adágio, atribuída a um dos grandes políticos e intelectuais brasileiros (que não lembro o nome...) que a política é como as nuvens e trocam de formas e tamanhos a todo momento. Não se esperava, no entanto, que antigos adversários como o ex-governador Ivo Cassol e o ex-presidente da Assembléia Legislativa Carlão de Oliveira, se unissem para eleger a próxima mesa diretora do parlamento estadual. Mas é o que esta acontecendo nos bastidores.

Grandes articuladores, Ivo e Carlão, sem enfrentar muita resistência, já teriam alcançado 16 votos favoráveis para a chapa que terá candidato a presidência do Parlamento Estadual o deputado estadual Valter Araújo (PTB), o mais votado nas eleições de outubro. A composição contaria ainda com o jovem deputado estadual Jean de Oliveira (PSDB), como vice-presidente ou assumindo a primeira secretária da Casa de Leis.

Não seria possível os cassolistas alcançarem maioria na legislatura futura, sem algumas dissidências do G-14 (O grupo de 14 deputados que vai dar sustentação ao governador eleito Confúcio Moura). Os articuladores, adversários do futuro governo, tiveram como proeza, atrair alguns deputados tidos como aliados ao confucionismo, formando uma coalizão que tem deputados de todos os credos - e que apoiaram Confúcio no pleito de outubro. Aliás, lembrando o ex-presidente da ALE Carlão de Oliveira também marchou junto com o governador eleito na campanha passada.

Nesta altura do campeonato já parece inevitável um revés da bancada liderada pelo PMDB, para o primeiro embate no parlamento estadual, que acontecerá dia 1º de fevereiro. Acontecendo esse resultado negativo, ele será fruto de falta de articulação política e de unidade das forças que se uniram conquistando a grande vitória de outubro.

E o que se projeta com a eleição da nova mesa diretora, com inspiração cassolista? Em primeiro lugar, o ex-governador Ivo Cassol, o líder da futura oposição, terá uma espada permanente apontada para garganta do futuro governador. Ao mesmo tempo, o deputado estadual Valter Araújo, sendo eleito presidente da ALE, terá asas crescidas para a conquista do Palácio Tancredo Neves em 2012. Péssimo para o PMDB, que largava forte para a conquista da prefeitura de Porto Velho, horrível para o fracionado PT que deseja emplacar o sucessor de Roberto Sobrinho.

 

 

Uma coluna sem papas na língua 22/12/10 - Gente de Opinião


Via Direta
 

*** Dois estilos diferentes em confronto na disputa da nova mesa diretora na ALE *** O  líder dos “contras” Cassol joga no campo do inimigo, já o governador eleito Confúcio trabalha o desgaste das peças adversárias para então buscar o contra-ataque *** Como sempre toca a Rondônia dançar com a mais feia do baile, não se espantem se a próxima morada de Beira-Mar, depois de Catanduvas, seja Porto Velho...

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

O milagre do fogo + Léo Moraes fugindo da raia? + Renovação política + Grande duelo

O milagre do fogo + Léo Moraes fugindo da raia? + Renovação política + Grande duelo

O milagre do fogoO liberal gaúcho Gaspar Silveira Martins supunha que “ideias não são metais que se fundem”, mas interesses contrários podem se unir

Propaganda é insuficiente + Movidas à soja + Autonomia gorou + Depenando casas

Propaganda é insuficiente + Movidas à soja + Autonomia gorou + Depenando casas

Propaganda é insuficientePara tristeza da comunidade amazônica, seus problemas não são abordados com a resolutividade necessária. Não é um fenômeno

Fatos desprezíveis + Imigração japonesa + Poder feminino + Caprichando o visual

Fatos desprezíveis + Imigração japonesa + Poder feminino + Caprichando o visual

Fatos desprezíveisEntre fogaréu, as trocas de insultos e notícias falsas trouxeram mais calor que luz para a compreensão dos problemas amazônicos. Al

Realidade espinhosa + Kazan Roriz fora do páreo + Caciques de Rolim + As fraturas do PSL

Realidade espinhosa + Kazan Roriz fora do páreo + Caciques de Rolim + As fraturas do PSL

Realidade espinhosaOs apreciadores do tambaqui, um dos mais saborosos peixes amazônicos, sonham com ele sem tantas espinhas. Tudo indica que as prec