Porto Velho (RO) domingo, 15 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Uma coluna sem papas na língua 13/01/11


 Uma coluna sem papas na língua 13/01/11 - Gente de Opinião
 

Tem confronto

Pela primeira vez nos últimos anos vamos ter bate-chapa na disputa pela Mesa Diretora da Assembléia Legislativa. O líder das oposições, senador Ivo Cassol (PP) organiza a sua (embora desminta isto publicamente...), e as forças da base aliada do governador Confúcio Moura uma outra. Ivo já tem dois nomes disputando a peleja da presidência da Casa – Neodi e Valter Araújo. Já, a coalizão governista ainda não tem seu ungido.

 

É uma incógnita

O alvoroço aumenta no parlamento estadual e cercanias. Quem será o novo presidente da ALE-RO? É a grande eleição do ano que se inicia – será daí 1º de fevereiro – e a disputa já chega aos botecos com discussões acaloradas, sejam a favor ou contra Neodi e Valter Araújo, os dois nomes mais visíveis até agora. Para Araújo é essencial ganhar a peleja: ficará com as asas crescidas para a sucessão do prefeito Roberto Sobrinho na capital.

 

Hora do espanto

Na busca do atual apoio palaciano para a conquista da presidência da Mesa Diretora, os deputados Neodi Carlos e Valter Araújo estão disputando um campeonato de quem é mais devoto ao governador Confúcio. Neodi bota os projetos do novo governo para serem aprovados a toque de caixa. Valter elogia abertamente – mais do que os representantes do próprio PMDB, PT, PDT e PC do B – as primeiras ações governamentais. Coisa de louco!

 

Fraternidade 2011

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil–CNBB terá a Campanha da Fraternidade 2011, com o tema “Fraternidade e a Vida no Planeta”, tratando da questão do meio ambiente. Tema oportuno, nunca o planeta terra foi tão maltratado, das geleiras dos Andes, aos macaxeirais de Praia do Tamanduá. Confúcio, antenado a coisa, lidera a campanha pelo plantio de mogno – espécie em extinção - na Amazônia.

 

Risco da dengue

Porto Velho e a vizinha acreana Rio Branco são as duas capitais mais ameaçadas pela dengue, pelo último levantamento do Ministério da Saúde. Infelizmente, por aqui falta cooperação de todos, a começar por tantos buracos abertos transformados em criadouros. A população continua jogando lixo nas ruas e entupindo os bueiros e por aí vai, numa toada perigosa diante da maior ameaça da temporada.

 

Um recorde

As eleição a prefeito de 2012 deverá bater um novo recorde de candidatos em Porto Velho. Tem uma carrada de deputados estaduais mirando o Palácio Tancredo Neves: Valter Araújo (PTB), David Chiquilito (PC do B), José Hermínio (PT), Zequinha Araújo (PMDB). E além deles, tem o vice-prefeito Emerson Castro (PMDB), o comunicador Dalton di Franco (PDT), Mauro Nazif (PSB), João Cahulla (PPS).

 

Nosso divisionismo  

É um quadro interessante para 2012 na capital. Vejam que a base governista estadual vai entrar rachada, o PT que é governo municipal vai entrar dividido. Todo mundo esta colaborando para uma vitória cassolista em Porto Velho, pelo mesmo motivo que a turma do ex-governador foi derrotada: o divisionismo político da sua base. Por isso o candidato cassolista entra nas paradas com boas chances. Daí, o entusiasmo de Cahulla...

 

Do Cotidiano

 A inclusão digital

Em passado recente, a regra era estudar: “Quem estuda consegue melhores empregos”. Agora, a regra é a inclusão digital: “Para ganhar melhor tem que saber lidar com o computador”. No País do Futuro, como Stefan Zweig batizou o Brasil, nem isso chega a ser exatamente verdade, pois há uma casta de brasileiros que os especialistas estão qualificando de “infoproletários” em uma obra que está sacudindo os círculos do trabalho no País.

“Há um mito de que os melhores empregos do mundo estão nessas áreas, que, por terem alta demanda, ofereceriam grandes oportunidades e autonomia. Mas, quando fazemos uma análise científica, vemos que as condições concretas mostram um quadro muito diferente, marcado por uma profunda alienação do trabalho”, diz o professor Ricardo Antunes, responsável por reunir em uma só obra trabalhos de onze especialistas que apontam uma dura realidade para o trabalho no segmento da informática.

Antunes, do Departamento de Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), responde pela organização dessa obra ao lado de seu colega Ruy Braga, professor do Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo (USP) e diretor do Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania da USP (Cenendic).

Século XIX − O setor informacional, que inclui amplos segmentos caracterizados pelo uso intensivo de novas tecnologias, como as telecomunicações e a informática, é considerado um dos mais dinâmicos e arrojados da economia contemporânea. No entanto, as condições de trabalho encontradas nessas áreas podem ser tão precárias como as dos operários do século 19, segundo os textos do livro Infoproletários.

A obra traz ensaios baseados em pesquisas científicas sobre aspectos diversos do trabalho no setor informacional que compõe a nova morfologia do trabalho no Brasil. Vários dos autores tiveram apoio de Bolsas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) para a realização dos estudos apresentados no livro.

 

Via Direta


*** É o fim da picada: além da maconha, o crack já esta chegando às mais distantes regiões ribeirinhas e nas aldeias indígenas *** O fato é que esta ocorrendo uma verdadeira epidemia da droga por este Brasil afora, cada vez mais incontrolável *** O recente acordo do prefeito Roberto Sobrinho com o PV garantiu maioria folgada do Poder Executivo municipal na Câmara de Vereadores de Porto Velho.

Gente de Opinião

Fonte: Carlos Sperança - csperanca@enter-net.com.br
Gentedeopinião   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV / Eventos
 Energia & Meio Ambiente   /   YouTube  / Turismo   /  Imagens da História

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Realidade espinhosa + Kazan Roriz fora do páreo + Caciques de Rolim + As fraturas do PSL

Realidade espinhosa + Kazan Roriz fora do páreo + Caciques de Rolim + As fraturas do PSL

Realidade espinhosaOs apreciadores do tambaqui, um dos mais saborosos peixes amazônicos, sonham com ele sem tantas espinhas. Tudo indica que as prec

A primeira edição do Diário da Amazônia + Cadê a segurança? + Turismo sexual + MDB rachado

A primeira edição do Diário da Amazônia + Cadê a segurança? + Turismo sexual + MDB rachado

A primeira edição Na edição passada, relatei como foi o nascimento do Diário da Amazônia, planejado a pedido do grupo Eucatur, em seguidas reuniões

O nascimento do Diário + Afugentando + Estrada da penal + Estrada da penal

O nascimento do Diário + Afugentando + Estrada da penal + Estrada da penal

O nascimento do Diário Este que vos fala era assessor de imprensa do prefeito de Porto Velho Chiquilito Erse em 92, indicado pelo vice Amizael Silva

Basta cumprir as leis + Dragagem do Rio Madeira + Sínodo da Amazônia + Chororô de viúvas petistas

Basta cumprir as leis + Dragagem do Rio Madeira + Sínodo da Amazônia + Chororô de viúvas petistas

Basta cumprir as leisHá um potencial positivo imenso na campanha “Seja Legal com a Amazônia”, iniciativa contra os piores banditismos cometidos no