Porto Velho (RO) quinta-feira, 19 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

E, aí, Confúcio, vai encarar?


E, aí, Confúcio, vai encarar? - Gente de Opinião

Lá fora, nestas primeiras horas da manhã, continuava “neblinando” ou “serenando”, como dizem os rondonienses da gema. Para migrantes paranaenses, gaúchos, paulistas e mineiros seria o equivalente a “garoando”, ou caindo um mero “chuvisco”.

É o primeiro dia do ano. Geralmente, aqui em Porto Velho, nos últimos anos, o primeiro de janeiro é aberto com verdadeiros dilúvios, por isso a lembrança que na minha região da cidade, o Bairro Olaria, estava apenas “neblinando” no amanhecer deste dia 1º .

Ao desejar um feliz 2011 aos rondonienses – das areias de Praia do Tamanduá, ao Norte do estado, aos campos de soja de Vilhena, no cone sul rondoniense – quero ser portador do primeiro puxão de orelhas ao governador Confúcio Moura, que toma posse logo mais as 15H30min. Sua declaração de guerra ao governador João Cahulla e aos prefeitos rondonienses, que receberam os ônibus do transporte escolar foi uma baita besteira, criando um péssimo clima até para sua posse, já que Cahulla  - como também vários alcaides - se sentiu ofendido com a intromissão  se recusando a passar a faixa sucessória.

Confúcio agiu precipitadamente e deve um pedido de desculpas. Queria mandar na gestão anterior, mesmo não tendo assumido. Queria que os prefeitos rondonienses deixassem de receber os ônibus escolares (o que eles iriam dizer nas suas cidades pela irresponsabilidade?), para ele, Confúcio, adotasse seus próprios critérios para o rateio. Ora, cada macaco no seu galho. E o galho do Palácio Presidente Vargas só é de Confúcio a partir da sua posse, ou seja, a partir de hoje.

É claro que a distribuição de ônibus, de verbas e de tudo mais, tem conotação política nas gestões estaduais e presidenciais. Mas elas foram respaldadas pelo voto popular. O próprio prefeito de Porto Velho, Roberto Sobrinho (PT), não recebeu nenhum ônibus da gestão Cassol/Cahulla, enquanto que a pequena Candeias pegou quase uma dúzia, com uma população menor do que um bairro da capital.

Se os critérios de Cahulla foram desiguais na distribuição dos veículos de transporte escolar – no que eu também concordo – resta ao novo governo reparar as injustiças nos próximos anos, atribuindo mais benefícios àqueles que foram prejudicados por razões políticas. Mas ameaçar governador no exercício do mandato, como os prefeitos, foi demais, né?. Eles (os prefeitos) mandaram recado, não estão nem aí para ameaças: 37 não obedeceram de forma direta, mais uns 10 mandarem representantes. E aí, Confúcio, vai encarar? Vai iniciar uma gestão brigando com 47?  Mais sensato seria uma conciliação.

Gente de Opinião

Fonte: Carlos Sperança - csperanca@enter-net.com.br
Gentedeopinião   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV / Eventos
 Energia & Meio Ambiente   /   YouTube  / Turismo   /  Imagens da História

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

O milagre do fogo + Léo Moraes fugindo da raia? + Renovação política + Grande duelo

O milagre do fogo + Léo Moraes fugindo da raia? + Renovação política + Grande duelo

O milagre do fogoO liberal gaúcho Gaspar Silveira Martins supunha que “ideias não são metais que se fundem”, mas interesses contrários podem se unir

Propaganda é insuficiente + Movidas à soja + Autonomia gorou + Depenando casas

Propaganda é insuficiente + Movidas à soja + Autonomia gorou + Depenando casas

Propaganda é insuficientePara tristeza da comunidade amazônica, seus problemas não são abordados com a resolutividade necessária. Não é um fenômeno

Fatos desprezíveis + Imigração japonesa + Poder feminino + Caprichando o visual

Fatos desprezíveis + Imigração japonesa + Poder feminino + Caprichando o visual

Fatos desprezíveisEntre fogaréu, as trocas de insultos e notícias falsas trouxeram mais calor que luz para a compreensão dos problemas amazônicos. Al

Realidade espinhosa + Kazan Roriz fora do páreo + Caciques de Rolim + As fraturas do PSL

Realidade espinhosa + Kazan Roriz fora do páreo + Caciques de Rolim + As fraturas do PSL

Realidade espinhosaOs apreciadores do tambaqui, um dos mais saborosos peixes amazônicos, sonham com ele sem tantas espinhas. Tudo indica que as prec