Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Do inegociável ao negociável + As paliçadas da prefeita Lisete Marth + Haja patos! +As rivalidades


Do inegociável ao negociável + As paliçadas da prefeita Lisete Marth + Haja patos! +As rivalidades  - Gente de Opinião

Do inegociável ao negociável

A soberania nacional é inegociável, mas para não melindrar os clientes estrangeiros e potenciais investidores é recomendável negociar acordos que favoreçam todos os lados. As políticas ambientais degringoladas por prevaricação e descuido podem ser redefinidas mirando vantagens para o Brasil em tais acordos.

Fará bem a todos aprimorar os meios de defesa da floresta, de combate aos criminosos que a infestam, sugam e devastam e principalmente atrair recursos para projetos de rápido aproveitamento sustentável da biodiversidade amazônica.

Há dinheiro em pencas em fundos importantes. A gestora BlackRock, por exemplo, administra US$ 7 trilhões de ativos ansiosos por boas oportunidades, mas esse dinheiro não vai para onde o meio ambiente é maltratado. A sustentabilidade passou a ser o centro da estratégia de investimento da companhia. E vai desinvestir onde houver risco de insustentabilidade.

É jogar dinheiro fora desprezar o “globalismo”, que de olho no clima bombardeia tudo que vem carimbado como prejudicial ao meio ambiente e aos povos da floresta. É inevitável descartar o que não funciona e agir por ações amigáveis e consensuais.

Um exemplo é o Projeto Bem Diverso, parceria entre a Embrapa e o Programa da ONU para o Desenvolvimento, que com recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente vai abrindo novos e sustentáveis horizontes.

...............................................................


Novos rumos

Com a entronização do advogado Oscar Dias de Souza Neto, na presidência do Diretório Municipal de Porto Velho do Podemos, a legenda começa a trabalhar em torno do lançamento de candidatura própria a prefeito – no caso o deputado federal Leo Moraes – e de uma chapa completa de postulantes a vereança. Toda comissão executiva foi trocada, com muitos novatos na vida partidária, o que é muito bom para a oxigenação da política rondoniense tão suja e mal lavada nos últimos anos.

As paliçadas

Com a possibilidade do ex-prefeito Kléber Calixto, o maior campeão de todos os tempos em percentuais de votos no estado de Rondônia disputar a eleição a prefeitura de Cerejeiras, no cone sul rondoniense, considerada  a Meca da soja, a atual prefeita Lisete Marth (PV), afilhada política do deputado estadual e cacique Verde Luizinho Goebel (Vilhena) já está reforçando as paliçadas e caçando alianças para se manter no cargo. Uma bela disputa se avizinha na cidade tocada pelo agronegócio.

A prorrogação

Os contribuintes de Porto Velho ficaram satisfeitos com a prorrogação do prazo  que concede descontos de 20 por cento do IPTU em cota única até 14 de fevereiro. A decisão do prefeito Hildon Chaves atendeu reivindicações  das associações de bairros, entidades representativas e do comércio, justificando que o início do ano tem sido muito difícil para o pagamento de tributos, mais matrículas e material escolar, IPVA e outras obrigações. Um refresco na crise econômica que atravessamos.

As rivalidades

Já constato pelas mídias sociais as rivalidades tribais entre os adeptos dos principais candidatos à prefeitura de Porto Velho na eleição de outubro. Uma antecipação da corrida sucessória que não interessa a ninguém, mesmo aqueles que buscam a polarização desde já. Numa cidade onde nos últimos pleitos os favoritos levaram o pau dando lugar a zebraças, tudo pode acontecer, inclusive atingindo os ungidos destes que estão se estraçalhando como cães raivosos. Passa o tempo e o modus operandi de campanha não muda por aqui.

Haja patos!

Por falar nos hábitos e costumes nas campanhas eleitorais na capital rondoniense, se sabe que a temporada de caça aos votos nestas bandas é inaugurada com pesquisas fajutas. Não é que os picaretas daqueles institutos que tradicionalmente fabricam os resultados já estão nas portas dos candidatos a prefeitos e vereadores? Quem paga mais leva e assume a liderança! Pior mesmo é quando os patos acreditam em pesquisas destinadas a um pleito ainda tão distante.

Via Direta

*** De volta do recesso parlamentar na última segunda-feira, o Congresso Nacional terá pauta extensa para votações caso não sejam interrompidas pelas folias de Momo *** Acredita-se que o recuo na geração de empregos em 2019 em Porto Velho será revertido neste ano. A expectativa é do comércio lojista local *** Impressiona o número de pastores evangélicos, radialistas e apresentadores de televisão na disputa por cadeiras de vereadores nos municípios rondonienses *** O ano de 2020 começa com os casos da malária e da dengue se multiplicando na região amazônica. Rondônia segue a toada *** O grupo político ligado ao senador Confúcio Moura e o deputado  federal Lúcio Mosquini já domina o comando do MDB e lidera a reação do partido *** Os Raupps e Tomás ficaram como meros coadjuvantes depois de quase duas décadas de hegemonia na agremiação.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Eleições 2020 + Mudanças partidárias + Uma vitória da Amazônia + Mais reforços no PDT

Eleições 2020 + Mudanças partidárias + Uma vitória da Amazônia + Mais reforços no PDT

Eleições 2020  Com o Tribunal Superior Eleitoral-TSE confirmando as eleições em outubro, segue o calendário eleitoral ratificado pelos tribunais reg

A sina dos recordistas + A ameaça + A intromissão + A contaminação

A sina dos recordistas + A ameaça + A intromissão + A contaminação

A sina dos recordistasNem sempre os recordistas de votos em Rondônia seguiram suas carreiras com sucesso.  Marcos Donadon, Zequinha Araújo e Walte

Nos tempos da Raquel + O contingenciamento + A hecatombe + Ramo funerário

Nos tempos da Raquel + O contingenciamento + A hecatombe + Ramo funerário

Nos tempos da RaquelNas primeiras eleições gerais do estado de Rondônia (menos ao governo do estado) em 1982, Porto Velho elegeria uma vereadora de

Em lados opostos + Respirando + O ecoturismo + Olhar dos horrores

Em lados opostos + Respirando + O ecoturismo + Olhar dos horrores

Em lados opostosTendo em vista a inciativa fracassada em organizar o Partido Aliança para o Brasil, e com o Partido denominado Republicanos transfo