Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de setembro de 2021
×
Gente de Opinião

Beto Ramos

Diz a lenda - Para Ana Clara


Por: Beto Ramos
 

Nasceram flores em todos os lugares.

Coloridas.

Cheias de brilho.

Flores que voavam pelo céu.Diz a lenda - Para Ana Clara  - Gente de Opinião

Flores que enfeitavam o caminho.

O mundo ficou cheio de flores.

Caminhamos entre o sol e a lua.

As estrelas cheias de flores abriram caminho para tanta felicidade.

Mas, uma flor em especial se destacava entre todas as que eram lindas.

Ficava em uma rua descoberta por nós.

Nem tão perto, nem tão longe do nosso lugar.

E aquela flor iluminava seu sorriso.

Aquela flor fazia transbordar no mundo, flores de todas as cores.

E aquela flor fazia companhia aos seus cabelos encaracolados.

O mundo perto de você é uma flor.

Você é a flor mais bela do mundo.

Por estes caminhos iremos caminhar muitas vezes.

Os nossos caminhos nós inventamos todos os dias.

O mundo cabe na palma das nossas mãos.

Nossas mãos cabem na pétala de uma flor.

Nasceram flores em todos os lugares.

Mas, os seus caminhos serão eternos como todas as flores do mundo.

E do mundo, o vovô só não vai deixar, que os espinhos venham a te magoar jamais.

Pois o vovô chalva.

E sempre nós iremos pá cá e pá lá.

E o perfume das flores estará sempre perto de você.

E se a flor do vovô desaparecer um dia.

Bastará que você olhe pros caminhos que desbravamos tantas vezes.

E você sempre encontrará o mundo que somente os avós sabem descrever.

E eu sempre estarei pá cá e pá lá, como pétalas das flores, que sempre serão levadas pelo destino.

E sempre no fim da tarde, você verá uma pétala chegar às suas mãos, e junto com o vento você ouvirá a frase mais linda do mundo: TÉ VÔ É?

E do mundo, o vovô só não vai deixar, que os espinhos venham a te magoar jamais.

 

Diz a lenda 

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Beto Ramos

DIZ A LENDA – DUZENTOS E CINQUENTA EM QUATRO I

  Os pesadelos não podem ofuscar nossos sonhos. Diante da inconsequência de quem resume a vida dos outros na sua prisão de lamentos, o que nos resta a

DIZ A LENDA.O POETA, A POESIA E O MEDO.

DIZ A LENDA.O POETA, A POESIA E O MEDO.

  Por: Beto Ramos Quando das viagens pelas barrancas do Madeira com o Poeta Mado, presenciamos e convivemos com muitos causos de vivos e visagens. Car

DIZ A LENDA – VELHA SENHORA

DIZ A LENDA – VELHA SENHORA

Por: Beto Ramos   Acordamos cedo. Lavamos o rosto no giral ainda iluminado pela luz da lamparina. Precisávamos passar na fábrica de telha próxima a Ca

DIZ A LENDA – ELOGIO CALOROSO

DIZ A LENDA – ELOGIO CALOROSO

Por: Beto Ramos   Eraste, hoje fomos elogiados calorosamente por um asinino. Interpelado e elegantemente chamado de beradeiro recalcado. Pupunhamente