Porto Velho (RO) sábado, 21 de julho de 2018
×
Gente de Opinião

Aroldo Vasconcelos

MEDITANDO SOBRE A NOSSA CURTA EXISTÊNCIA HUMANA



Esses dias de outubro tenho conversado bem mais com Deus, ouvido bem mais os sentimentos e observado bem mais o que me rodeia e os que me rodeiam e lendo e relendo alguns livros antigos e ainda, porque estamos em um mundo de mídias, vendo videos (no youtube) sobre as grandes épocas da humanidade e sobre as três ultimas décadas do século XX; e aí me veio um maravilhoso sentimento de esvaziamento - contemplar o mundo.

Pode parecer estranho para os leitores, pois somos de uma cultura mundista ocidental que está impregnada de materialismo e falar que se está se esvaziando, parece pouco prático ou muito retórico, apenas para os leigos.

Posto que tudo parece mesmo que nasceu há 10 mil anos no Oriente e que do meio do mundo para cá, nas Américas de apenas quinhentos anos, somos meio que uma civilização adolescente, as inúmeras criticas a esse tipo de pensamento não me afetam, mais - até 2014 sim;

Estamos próximos de virar mais uma década desse novo milênio e ainda corremos por aqui atrás do vento, como diz nos Salmos e pela fala de algum profeta esquecido no ano 700 A.C.

A loucura do dia a dia competitivo desse modo de vida americano dá-nos a todos nós um compromisso com a velocidade e com a qualidade (plástica) que apenas servem ao consumo e à estética voraz da juventude.

Músicas, teatro, jornais, livros, passeios em família, circo, pescarias, reuniões entre amigos para jogar cartas, pegadinhas ingênuas e um bom e velho bate-papo nas calçadas parece mesmo que ficaram esquecidas na década de 80 - não servem mais.

É uma grande pena que todos sejam deprimidos e espremidos por esse pensamento equivocado de "mordernidade" (assim mesmo a escrita) e de vida social digitalizada.

Como ser vivente vivemos aprendendo de um tudo e devemos guardar sempre a fé e a esperança em melhores dias, mas essa etapa de contemplar e de reviver coisas relmente importantes é sempre bom, espero que essa energia e esse sentimento chegue a mais pessoas para que na unidade da comunidade que somos todos nós, surja ao menos ao acaso, nova e melhor performance operativa de uma nova realidade e que seja menos plástica e veloz, um pouco mais de conteúdo e de liquidez servirá aos propósitos da nova geração.

Deus ajude às Américas.


 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Aroldo Vasconcelos

 Amazônia brasileira, um país dentro do Brasil - Por  Francisco Aroldo

Amazônia brasileira, um país dentro do Brasil - Por Francisco Aroldo

E foi no trabalho do SENAI/RO, SEBRAE/RO e SENAR/RO que conheci esse pedaço gigante e potente de Brasil: a amazônia.

Plataformas privadas de apoio social - Por Francisco Aroldo

Plataformas privadas de apoio social - Por Francisco Aroldo

Os ricos muitas vezes não se sentem a vontade para colaborar com fundos de investimentos sociais em razão de desmandos governamentais, despesas maior

Artigo de final de mês, curtos pensamentos para uma boa reflexão - Por Francisco Aroldo

Artigo de final de mês, curtos pensamentos para uma boa reflexão - Por Francisco Aroldo

Estamos concluindo esse primeiro semestre do auspicioso ano de 2018 e realmente em questões palacianas, o Planalto continua ensurdecido...

CONSORCIO BRASIL CENTRAL, um novo desenho de gestão pública descentralizada - Por Francisco Aroldo

CONSORCIO BRASIL CENTRAL, um novo desenho de gestão pública descentralizada - Por Francisco Aroldo

O Consórcio Brasil Central foi criado com o objetivo de fomentar o crescimento individual e regional