Porto Velho (RO) domingo, 27 de maio de 2018
×
Gente de Opinião

Aroldo Vasconcelos

Campanha da Fraternidade 2018 em Porto Velho - Por Francisco Aroldo


Campanha da Fraternidade 2018 em Porto Velho - Por Francisco Aroldo  - Gente de Opinião
 
Por Francisco Aroldo, economista.
 
Hoje, segunda feira de carnaval, dia 12 de fevereiro do ano eleitoral de 2018, escrevo essa resenha para alertar aos amigos e amigas leitores do nosso, já consagrado jornal eletrônico, Gente de Opinião; sobre o inicio da Campanha da Fraternidade desse exercício que traz pelo método VER, JULGAR e AGIR (criado pelo cardeal belga Joseph Leo Cardijn e aceito pelo papa João XXIII, em 15 de maio de 1961) uma tremenda reflexão para todos, eu digo e repito, todos os atores sociais do nosso país um tema abrangente e extremamente importante: Fraternidade e Superação da Violência.
 
Não vou debruçar linhas sobre os atuais e horripilantes índices de violência; tem de toda forma e de toda a cor. É violência contra os pais, as mães, os professores, policiais, Campanha da Fraternidade 2018 em Porto Velho - Por Francisco Aroldo  - Gente de Opiniãoamigos, irmãos, sócios, mulheres, negros, homossexuais, indígenas, refugiados, jovens, adolescentes, encarcerados e outras classes humanas.
 
Faz tempo, está sobrando essa tal violência em nossas relações.
 
Faz tempo, está ausente as boas maneiras, a educação, os valores centrados em família, amor e fraternidade.
 
Tenho certeza que para a maioria de nós isso é real, toca a todos nós e pode aparecer de repente em nossas vidas, Deus queira que não,
 
Portanto é preciso união, estratégia, força tarefa, cidadania, amor, fraternidade, consciência e perdão para agir de forma harmoniosa e concentrada, caso contrario não haverá saída honrosa para a maioria de nós, que somos do campo ou da cidade e que pretendemos ter uma vida decente.
Vamos participar minha gente amada.
 
A Arquidiocese de Porto Velho está movimentando suas lideranças religiosas e leigas para promover diversas ações pela cultura da paz em nossa capital.
 
Empresários, empreendedores, lideres de todas as denominações religiosas, operadores da justiça, policiais civis e miliares, professores, pensadores, políticos, poetas, educadores sociais, trabalhadores, todos da cidade, engajados em participar.
 
Serão duas propostas centrais irradiadas a partir da coletiva de imprensa que será transmitida na manha dessa quarta-feira de cinzas pelo nosso arcebispo Dom Roque Paloschi.
 
Primeiro a realização de uma marcha pela cultura da paz em Porto Velho que será realizada dia 17 de março na zona leste e segundo as rodas de conversa sobre o tema violência com a criação de um Fórum Permanente pela Paz que será apresentada em reuniões e audiências públicas para que todos os setores sociais possam participar, ter voz e vez na ação de superar a violência e promover a paz com justiça social.
 
Exatamente em razão de ser um tema complexo e que determina a saúde das relações sociais em nossa capital, a sua participação amigo leitor é importante. Promova a sua participação e de sua família, vamos conhecer mais as alternativas e agir a respeito, sob pena de o não envolvimento e a não participação nos colocar em desvantagem na construção de um mundo melhor e mais harmônico.
 
É fato que todos estamos carentes de segurança e de paz, mas isso não deve ficar a cargo de outros, deve ser um exercício intenso de nossa cidadania e de nossa espiritualidade.
Graças e Paz.
 
Feliz semana e feliz quaresma.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Aroldo Vasconcelos

A carne é forte em Rondônia - Por Aroldo Vasconcelos

A carne é forte em Rondônia - Por Aroldo Vasconcelos

Hoje acontece no Centro Tecnológico Vandeci Rack a sétima edição da Feira de tecnologias e negócios do setor rural de Rondônia, projeto de 2012 que ag

Alguns pontos importantes para as eleições - Por Aroldo

Alguns pontos importantes para as eleições - Por Aroldo

É certo que quando se analisa a recente história de eleição no Brasil vemos muitas pequenas mudanças introduzidas desde a virada do milénio; são muita

Carta do I Seminário da Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Porto Velho.

Carta do I Seminário da Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Porto Velho.

I Seminário da Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Porto Velho.

Obrigações tributária das entidades do terceiro setor - Por Francisco Aroldo

Obrigações tributária das entidades do terceiro setor - Por Francisco Aroldo

Ao contrário disso, a Receita Federal e as receitas estaduais e municipais olham para as organizações como se fossem empresas que guardam seu objetivo