Porto Velho (RO) quinta-feira, 2 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Aroldo Vasconcelos

Adiamento da reabertura de parte da economia.


Adiamento da reabertura de parte da economia. - Gente de Opinião

Chegando o final de maio e vemos em Rondônia e na capital, distanciamento social entre Estado, Mercado e sociedade civil organizada, como nunca houve.

Essas últimas quatro semanas deveríamos ter ampliado o Comitê de Crises, deveríamos ter recebido oxigênio de ideias e formas melhoradas de tomar decisões para o bem de todos, mas vemos mecanismos simples que salva vidas e a economia relegadas ao esquecimento por parte daqueles que estão a frente de decisões estratégicas e de maior efetividade no caso do combate a COVID 19 nos municípios e na capital Porto Velho.

Mais uma vez, ostracismo e indiferença a participação de associações, sindicatos, empresas e da sociedade civil como um todo é marca dos novos tempos na administração pública.

Em tempos de crise, rezam os livros de história antiga e recente, que executivos de toda sorte, muitas vezes por assimetria com tempos normais, ou por vaidades e medos pessoais, retardam decisões simples e menos afetadas.

Por essa semana, aqui no nosso dia a dia de rondonienses, vemos 100% dos leitos de UTI ocupados, duas obras de reformas de unidades médicas em andamento e a distribuição de parcos 100 mil testes rápidos para averiguação da doença chinesa sendo distribuídos para uma população de mais de 1.6 milhões (segundo o IBGE) e lockdown pipocando no interior.

A segunda e a terceira etapas do plano estão comprometidas.

E decisões urgentes para recompor e salvar vidas devem ser cobradas severamente.

Empresas (mercado) e a sociedade civil organizada devem provocar maior interesse em harmonizar suas sugestões e efetiva participação com o primeiro setor enquanto o leite ainda não foi todo derramado.

Graça e Paz

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Aroldo Vasconcelos

Grande amigo doutor Márcio Melo, combateu o bom combate!

Grande amigo doutor Márcio Melo, combateu o bom combate!

Essa pandemia dos diabos, esse vírus chinês, esses desencontros políticos, esses protocolos demorados, essa crise de atendimento na saúde, essa crise

Agência Estadual AGERO realiza fiscalização

Agência Estadual AGERO realiza fiscalização

Na estrutura do Poder Executivo existe uma Agência de Regulação de Serviços Públicos Delegados do Estado de Rondônia conhecida desde 2015 como AGERO

Como será o novo mapa das desigualdades em 2020

Como será o novo mapa das desigualdades em 2020

Esses dias, em uma de minhas pesquisas, fiz uma comparação dos dados do IBGE, do IPEA e outros organismos internacionais, entre esses, o que mede o

Proposta social para um Brasil melhor em 2020

Proposta social para um Brasil melhor em 2020

Domingo, dia do Senhor, desejo a todos os meus leitores uma semana cheia da graça e de bênçãos, saúde, paz e solidariedade.No fechamento do mês do m