Porto Velho (RO) sábado, 14 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

ACRM

NÃO SE DESCE DA CRUZ


Por William Haverly Martins

As cinzas deste carnaval, pelo desenrolar dos fatos internos da igreja católica, significam não só o fim dos festejos de momo, mas os resíduos de uma administração papal marcada por escândalos difíceis de serem digeridos pela cúria romana: a divulgação de documentos secretos do papa, roubados por Paolo Gabriele, o mordomo demitido; a falta de pulso na apuração dos casos de pedofilia e a denúncia de lavagem de dinheiro, envolvendo dirigentes do Banco do Vaticano NÃO SE DESCE DA CRUZ - Gente de Opinião, estão entre as causas apontadas por especialistas, como fontes de pressão.

A decisão inesperada de Bento XVI, anunciada horas antes do início da quaresma, marcando a renúncia para o próximo dia 28 de fevereiro de 2013, enche de interrogações o mundo cristão, que corre o risco de uma páscoa sem a escolha de seu dirigente maior. O conclave ocorrerá sem as exéquias, com o papa vivo, a última vez que isto ocorreu, foi há quase 600 anos.

O último papa que renunciou ao mandato foi Gregório XII, em 1415, famoso pela participação no movimento que passou a História, com o nome de Cisma do Ocidente, quando a igreja, praticamente, foi dividida ao meio. A renúncia de Gregório XII, aos 90 anos, negociada no Concílio de Constança, finalizou uma crise na igreja que se estendeu de 1378 a 1417.

Acostumados ao papa João Paulo II que encarava as doenças da velhice e os entraves da função, como cruz redentora, necessária à salvação; e ao seu antecessor de sorriso angelical, Cardeal Albino Luciani, que governou a igreja por 33 dias, com o nome de João Paulo I; os católicos se entreolharam confusos, com os noticiários desta segunda feira gorda de carnaval, anunciando o gesto corajoso e atípico de nosso frágil papa, nada condizente com a fortaleza divina apregoada pela igreja, para o chefe terreno do rebanho.

Muito se discutirá neste resto de mês, até que se chegue a um nome de consenso que substitua o 265º papa da Igreja Católica Apostólica Romana, mas ninguém engolirá, sem as especulações de praxe, as palavras de despedida de Bento XVI, abandonando a sua cruz, poucos dias antes da Semana Santa:

(...) cheguei à certeza de que, pela idade avançada, já não tenho forças para exercer adequadamente o ministério petrino. Sou muito consciente que este ministério, por sua natureza espiritual, deve ser realizado não unicamente com obras e palavras, mas também e em não menor grau, sofrendo e rezando. (...)


Williamhaverly@gmail.com

Detalhes biográficos: baiano de nascimento, mas rondoniense de paixão, cursou Direito na UFBA e licenciou-se em Letras pela UNIR, é professor, escritor, presidente da ACRM – Associação Cultural Rio Madeira e vice-presidente da ACLER – Academia de Letras de Rondônia, onde ocupa a cadeira 31.    

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre ACRM

NÃO PERGUNTES POR QUEM OS SINOS DOBRAM - NECROLÓGIO DO ACADÊMICO HERCULANO MARTINS NACIF

NÃO PERGUNTES POR QUEM OS SINOS DOBRAM - NECROLÓGIO DO ACADÊMICO HERCULANO MARTINS NACIF

  Por William Haverly Martins Só os poetas são donos do privilégio inominável de ser ele mesmo e o outro ao mesmo tempo, só eles conseguem ingressar o

ASSOCIAÇÃO CULTURAL SE REÚNE COM GENERAL DA 17ª BRIGADA PARA FALAR DE PROJETOS CULTURAIS DO EXÉRCITO EM RO

ASSOCIAÇÃO CULTURAL SE REÚNE COM GENERAL DA 17ª BRIGADA PARA FALAR DE PROJETOS CULTURAIS DO EXÉRCITO EM RO

Presidente da ACRM, Francisco Lima e o general Novaes Miranda em reunião na 17ª Brigada Hoje, 26 de março, a Associação Cultural Rio Madeira, represen

MANIFESTO 'VIVA MADEIRA-MAMORÉ'

MANIFESTO 'VIVA MADEIRA-MAMORÉ'

  A Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM) esteve conectada à extração da borracha desde o ano de 1903, a partir do Tratado de Petrópolis entre Brasil

Integrantes da ACRM visitam obra de restauração da antiga Câmara Municipal

Integrantes da ACRM visitam obra de restauração da antiga Câmara Municipal

Ontem, dia 31 de janeiro de 2014, por volta das 09h30 da manhã, vários integrantes da Associação Cultural Rio Madeira, ciceroneados pelo presidente Wi