Porto Velho (RO) terça-feira, 22 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

ACRM

MANIFESTO 'VIVA MADEIRA-MAMORÉ'


MANIFESTO 'VIVA MADEIRA-MAMORÉ' - Gente de Opinião 

A Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM) esteve conectada à extração da borracha desde o ano de 1903, a partir do Tratado de Petrópolis entre Brasil e Bolívia, que determinava a troca do território acreano por uma estrada de ferro que interligasse áreas de extração de borracha bolivianas às brasileiras, devido a dificuldade da navegabilidade do Rio Madeira. A EFMM tornou-se símbolo da cidade de Porto Velho, que nasceria a partir do pátio da estrada, em 1914, dois anos depois de sua inauguração.

Diante da importância deste Patrimônio Cultural, a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré foi reconhecida em 2006 (Portaria nº 108) pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), atualmente sob a responsabilidade da Prefeitura Municipal de Porto Velho.

Vimos expor o nosso desconforto perante as ações realizadas antes e pós-cheia como medidas de proteção deste patrimônio. Após a última cheia histórica em 2014, a situação do Complexo da EFMM se agravou ainda mais, pois não houve medidas em tempo hábil para o impedimento de danos graves ao acervo e a sua estrutura física.

Quanto ao acervo retirado do local da EFMM, por se tratar de material sensível às intempéries, necessita de tratamento especial, devendo ser armazenado de forma segura e isolada de sol e chuva. Quanto à estrutura e maquinário, estes poderão sofrer novamente com uma nova cheia neste ano, sendo necessária a realização de ações urgentes, sugeridas neste manifesto.

AÇÕES URGENTES

I - Criação de uma Comissão permanente de diálogo com o poder público para sugerir, opinar e participar da elaboração de um novo Plano de revitalização da Madeira-Mamoré na área de responsabilidade da Prefeitura de Porto Velho;

II - Destinação de um espaço nas dependências da Estação para instalação de um posto policial, visando à proteção do patrimônio físico e de pessoas;

III - Remoção urgente do Maquinário rodante – locomotivas, vagões e litorina, da Praça EFMM para um local seguro e coberto, prevenindo maiores danos, caso ocorra uma nova enchente como a do ano passado;

IV - Conferência das peças do Museu e do restante do acervo, que foram removidas dos galpões para o Prédio do Relógio e seu estacionamento, de acordo com a catalogação existente, realizada em 2008.

AÇÕES FUTURAS – DE CURTO E MÉDIO PRAZO

I - Destinação do Prédio do Relógio para que se torne o Museu da EFMM. O Prédio originalmente foi criado para ser a Administração da Ferrovia. Isso justifica esta proposta. Esse entendimento deverá ser feito entre a Prefeitura de Porto Velho e o Governo de Rondônia, detentor do Prédio;

II - Realização de uma Audiência Pública por parte da Prefeitura, para apresentação, caso exista, do Plano de Revitalização do Patrimônio da EFMM sob sua responsabilidade, visando à participação da sociedade, para obtenção de sugestões e avaliações, antes que o referido Plano seja colocado em prática e não quando concluído em sua totalidade;

III - Divulgação dos contratos com entidades ou empresas de forma transparente e de conhecimento público: nome da empresa ou entidade, prazos, serviços e valores;

IV - Realização de uma auditoria dos valores gastos na denominada “restauração” ocorrida no complexo da EFMM, entre 2006 e 2011;

V - Criação de uma Secretaria Municipal de Cultura para fazer gestão das áreas artísticas/culturais de Porto Velho; e criação de uma Fundação Municipal específica para gestão do Complexo da EFMM.

PARTICIPE ASSINANDO "AQUI"

MANIFESTO 'VIVA MADEIRA-MAMORÉ' - Gente de Opinião


MOVIMENTO VIVA MADEIRA-MAMORÉ
Centenário de Instalação do Município de Porto Velho
Porto Velho, 24 de janeiro de 2015.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre ACRM

NÃO PERGUNTES POR QUEM OS SINOS DOBRAM - NECROLÓGIO DO ACADÊMICO HERCULANO MARTINS NACIF

NÃO PERGUNTES POR QUEM OS SINOS DOBRAM - NECROLÓGIO DO ACADÊMICO HERCULANO MARTINS NACIF

  Por William Haverly Martins Só os poetas são donos do privilégio inominável de ser ele mesmo e o outro ao mesmo tempo, só eles conseguem ingressar o

ASSOCIAÇÃO CULTURAL SE REÚNE COM GENERAL DA 17ª BRIGADA PARA FALAR DE PROJETOS CULTURAIS DO EXÉRCITO EM RO

ASSOCIAÇÃO CULTURAL SE REÚNE COM GENERAL DA 17ª BRIGADA PARA FALAR DE PROJETOS CULTURAIS DO EXÉRCITO EM RO

Presidente da ACRM, Francisco Lima e o general Novaes Miranda em reunião na 17ª Brigada Hoje, 26 de março, a Associação Cultural Rio Madeira, represen

Integrantes da ACRM visitam obra de restauração da antiga Câmara Municipal

Integrantes da ACRM visitam obra de restauração da antiga Câmara Municipal

Ontem, dia 31 de janeiro de 2014, por volta das 09h30 da manhã, vários integrantes da Associação Cultural Rio Madeira, ciceroneados pelo presidente Wi

NÃO SE MEXE EM TIME QUE ESTÁ GANHANDO

NÃO SE MEXE EM TIME QUE ESTÁ GANHANDO

William Haverly Martins  Em tempos de Copa das Confederações e véspera de Copa do Mundo, usar a máxima do futebol para iniciar este texto serve de ale