Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Ciro Pinheiro

EM NOME DO PAI - Por Ciro Pinheiro

55 ANOS DE PROFISSÃO E 50 ANOS DE RONDÔNIA


TULIO e NÁDHIA - Minhas crianças, no Dia dos Pais. Um tempo bom que não volta mais. Cresceram e assumiram seus caminhos.  - Gente de Opinião
TULIO e NÁDHIA - Minhas crianças, no Dia dos Pais. Um tempo bom que não volta mais. Cresceram e assumiram seus caminhos.


EM NOME DO PAI

É válido, neste dia, um presentinho para o Pai. Qualquer presente, não importa o valor. Para ele, ser lembrado muito vale neste dia. É compreensível festejar, abraçar, beijar, pois o Pai se alegrará com isto; com gestos de carinho, do agrado dos filhos. Mas não é só isto. O Pai espera mais: o respeito, a compreensão, o apoio, a paciência, a amizade. Tudo de bom que seja do seu agrado, a parceria, além do presentinho.

A todos os filhos lembro que hoje (e sempre), é válida uma oração, o pedido da proteção divina, para que o Pai possa ter tudo o que há de bom na vida, sempre: saúde, paz, tranquilidade; que possa, com o passar do tempo, ver realizados seus sonhos, seus projetos.

Meu Pai se foi cedo, com pouca idade (muito menos da idade que tenho hoje) quando eu, menino, no meio de 14 irmãos, ainda não entendia muito bem o valor da presença do pai junto ao filho.  Senti essa falta tempos depois quando já não podia tê-lo ao meu lado. Já não podia dispor dos seus conselhos, a orientação para o filho bem caminhar na vida.

Por isto, neste dia, quero relembrar aos filhos, aqueles que têm pai vivo, que procurem dar ao pai todo amor que ele merece. Aos pais que hoje estão sendo homenageados, que sempre façam por merecer o amor dos filhos. Que não pensem em ser pais modelos, perfeitos, mas que  sejam, sempre, um bom exemplo. Que mostrem o bom caminho. Estarão, assim sendo, bem cumprindo a missão determinada pelo Criador de todas as coisas.


 NOVOS ADVOGADOS   

EM NOME DO PAI - Por Ciro Pinheiro - Gente de Opinião

Com o auditório lotado, a OAB/RO – Ordem dos Advogados, fez  a entrega solene de credenciais a um grupo de novos advogados. A solenidade foi conduzida pelo presidente Andrey Cavalcante e entre os credenciados, esteve Rony Eguez Vacadiez, que no recebimento da carteira de advogado, teve a participação da esposa Zenith e dos filhos do casal, com muitos aplausos. Na foto, Rony, a esposa Zenith, os advogados Elton Assis, Mara e, ao lado deste colunista, o presidente da OAB, Andrey Cavalcante.


TEMPO DE DEBATE

Oito candidatos à Presidência da República participaram do primeiro debate das eleições deste ano. O encontro foi promovido pela Band, em São Paulo - Imagem: Nelson Almeida/AFP - Gente de Opinião
Oito candidatos à Presidência da República participaram do primeiro debate das eleições deste ano. O encontro foi promovido pela Band, em São Paulo - Imagem: Nelson Almeida/AFP

O debate entre os candidatos à Presidência da República, na Bandeirantes, teve alguns pontos positivos e momentos fracos que merecem ser destacados. Logo na abertura o candidato Álvaro Dias demonstrou-se desenformado sobre o roteiro, uma falha imperdoável da organização. Não sabendo do tema proposto (desemprego) nem do tempo disponível para sua fala, começou ensaiando um tempo longo falando de sua história e sua atuação como governador do Paraná, tendo sido advertido sobre sua falha. O candidato Bolsonaro recebeu elogios do cearense Ciro Gomes, este sempre preso em dados e, como sempre destacando ser o Ceará um “estado pobre”.  O ministro Meireles, fraco, o tempo todo procurando defender o governo Temer, sem sucesso. A acreana Marina, que aparece em tempo de eleição, sempre falando que o Brasil precisa “voltar a crescer”.  E o Cabo? Fiquei pensando: como será o relacionamento, se eleito (!) com um general, como seu ministro? Em Rondônia tivemos um governador coronel com um assessor general. O governador baixinho, simpático, acessível, o general grandão, fala alta, briguento. Mas de cabo pra general é bem distante. É diferente.   Aqui tivemos deputado Chico Doido, temos deputado garçom, mas presidente cabo, será?
 
  
PARABÉNS (agosto)

5 - RUBENS COUTINHO
RUBINHO, profissional respeitado. Um dos bons jornalistas que conheci “menino de recado" no antigo Alto Madeira. Muito antigamente.


8 – JORGE PEIXOTO

EM NOME DO PAI - Por Ciro Pinheiro - Gente de Opinião

Jorge    - Professor muito querido dos alunos.


9 – OSMAR SILVA
Osmar, jornalista, advogado, pioneiro na imprensa interiorana, presidente da Associação da Imprensa de Rondônia – AIRON.


10 - GEYSA CASTANHEIRA

EM NOME DO PAI - Por Ciro Pinheiro - Gente de Opinião

                                                  Esposa do saudoso desembargador Aldo Castanheira.


AURIMAR LIMA
Assessora de Imprensa, competente e querida.


10 – GESSI TABORDA
Taborda, grande profissional, durante bom tempo no saudoso Alto Madeira.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Ciro Pinheiro

Distante - Aplausos - Yedda nos 80 - Sem abnael - Homenagem - Sargentos – promoções na PM

Distante - Aplausos - Yedda nos 80 - Sem abnael - Homenagem - Sargentos – promoções na PM

 DISTANTEEstou em São Paulo desde o dia 2 deste julho, hoje já preparando as malas para a volta para Porto Velho. Fomos, nesse tempo - eu e Penha -

Nova prefeitura na margem do Madeira

Nova prefeitura na margem do Madeira

A mudança da sede da Prefeitura de Porto Velho do “Palácio Tancredo Neves” (que era antes 31 de Março), para o “Prédio do Relógio” foi a melhor inic

Ruas de Porto Velho

Ruas de Porto Velho

Nome de rua em Porto Velho é um caso sério

DE RELÓGIO PARA TANAJURA

DE RELÓGIO PARA TANAJURA

O primeiro prefeito eleito de Porto Velho (1917)