Porto Velho (RO) segunda-feira, 24 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Ciro Pinheiro

CUMPRINDO A MISSÃO - Por Ciro Pinheiro

55 ANOS DE PROFISSÃO E 50 ANOS DE RONDÔNIA


CUMPRINDO A MISSÃO

O tempo passa, o tempo voa: minha saudosa Mãe há muitos anos, já dizia. Verdade pura. Eu demoro, às vezes, a acreditar que neste 6 de julho passo dos 80.  Chego aos 81, mais um ano caminhando para os 90, tempo que nenhum dos meus dez irmãos que já estão no Céu, conseguiram chegar. Mas a verdade é que apesar do coração em batida fraca, a audição deficiente, a memória falhando e a careca avançando, permaneço com disposição para muitas realizações, ainda. Apesar de convencido de que a velhice chegou, acredito que tenho um bom tempo na estrada da vida para caminhar. Tenho muito o que fazer ainda e espero ir um pouco mais adiante, querendo Deus.

Cheguei à cidade de Porto Velho com 30 anos, “jovem namorador” - diziam os fofoqueiros, os invejosos. Aqui desenvolvi minha profissão (iniciada no Ceará), graças ao nosso querido Alto Madeira e ao apoio do seu diretor, jornalista Euro Tourinho (96 anos bem vividos), que nunca faltou.

 Durante todo esse tempo consegui, aqui, por conta do meu comportamento, minha conduta no meio social local (permitam que diga), consegui (repito) ser bem recebido em qualquer ambiente, conquistar boas amizades, ter o elogio no exercício de cargos ocupados em setores da administração pública e na imprensa.

Meu pai, no sertão cearense, viveu somente 63 anos e foi embora quando eu era criança. Cumpriu sua missão, como cidadão de bem, deixando como herança a honradez e a honestidade para os 14 filhos, além dos adotivos.  De todos, me restam apenas quatro irmãos. Sou o mais velho deles e como já disse, faço planos para chegar nos 90.  A pretensão é grande, mas não é impossível; o que não quero é ser um velho chato, bronco, leso, abestado, dependente de outras pessoas. Quero chegar ao tempo final de bem com a vida, com a cabeça boa e que quando chegar a hora do tchau possa deixar saudade. Partir sabendo que não vivi em vão.  

Graças a Deus tenho a companheira e os filhos que todo homem gostaria de ter. A Penha e os filhos, que somente têm nos dado satisfação. O Túlio, publicitário competente e prestigiado, mora em Fortaleza desde os 18 anos. Gosta de estudar e de trabalhar.  É responsável, um jovem cidadão do bem. A Nádhia cursou Direito e exerce cargo na Justiça Eleitoral, (sei que ela não gosta que diga, mas não obedeço): a nota mais alta nos exames da OAB, e número dois no grupo dos que enfrentaram o concurso do Tribunal Eleitoral. Foi transferida para São Paulo depois do casamento com o paulista Henry Nakaya. Estudiosos são vencedores. Como dizem, completo o ciclo da realização: tenho filhos, plantei muitas árvores e o que já escrevi durante mais de 50 anos, labutando na imprensa, daria vários livros de bom tamanho.

Chego hoje, então, aos 81, bem caminhando na vida, graças a Deus conservando bons amigos, com a mente em bom estado para pensar, apesar do coração um pouco cansado das emoções vividas no longo caminho percorrido. Pensando sempre que a vida a Deus pertence e dela somente o que podemos levar é a prova das boas ações, a contribuição dada para um mundo melhor.
Aproveitemos, pois, cada minuto da nossa passagem por este mundo para conservar amigos, para semear a paz, para mostrar à humanidade que só o amor constrói.  Como presente de aniversario, quero abraços.     


PARABÉNS   
 
 

CUMPRINDO A MISSÃO - Por Ciro Pinheiro - Gente de Opinião

7 – NILTON OLIVEIRA – Professor de Administração

CUMPRINDO A MISSÃO - Por Ciro Pinheiro - Gente de Opinião

10 – EPITACIO MUGRABI – Ex-bancario, corretor de imóveis, membro dirigente do Lions.

CUMPRINDO A MISSÃO - Por Ciro Pinheiro - Gente de Opinião

RUBENS MOREIRA MENDES – Advogado, agropecuarista, ex-deputado federal e senador.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Ciro Pinheiro

DESARMEMO-NOS - Por Ciro Pinheiro

DESARMEMO-NOS - Por Ciro Pinheiro

Rachel de Queiroz escreveu: “O revolver é um objeto bonito, bem trabalhado, que tem uma única finalidade: matar gente. Fora matar pessoas, não tem a m

CAFÉ QUASE ALMOÇO - Por Ciro Pinheiro

CAFÉ QUASE ALMOÇO - Por Ciro Pinheiro

Café da Bachan”, na estrada do Japonês, distante aproximadamente 6 quilômetros da 364 (Porto Velho – Candeias)...

GUILHERME: 11 ANOS NO PARQUE DOS DINOSSAUROS - Por Ciro Pinheiro

GUILHERME: 11 ANOS NO PARQUE DOS DINOSSAUROS - Por Ciro Pinheiro

   Puxando a HistóriaNASCIMENTO DO RELEASEJaneiro de 1971. Estávamos em Rondônia Território, ainda.  Odacir Soares Rodrigues, advogado, havia sido con

EM NOME DO PAI - Por Ciro Pinheiro

EM NOME DO PAI - Por Ciro Pinheiro

EM NOME DO PAIÉ válido, neste dia, um presentinho para o Pai. Qualquer presente, não importa o valor. Para ele, ser lembrado muito vale neste dia. É c