Porto Velho,
Rss Canal YouTube Facebook Twitter

Dante Fonseca

Dante Ribeiro da Fonseca é colaborador do jornal eletrônico Gente de Opinião e do jornal Alto Madeira. É professor de História formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e reside em Porto Velho há 32 anos. Foi professor do Carmela Dutra e nos últimos 30 anos exerce o magistério no Departamento de História da UNIR. Possui o título de Doutor em Ciências: Desenvolvimento Sócioambiental pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA) da Universidade Federal do Pará (UFPA). É sócio efetivo da Academia de Letras de Rondônia (ACLER), do Instituto Histórico e Geográfico de Rondônia (IHGR) e sócio correspondente do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas (IGHA). Possui diversos trabalhos publicados entre livros, participação em obras, coautorias e artigos em revistas acadêmicas dos quais destaca: “Estudos de História da Amazônia”, volumes I e II e “Rondônia sua História e sua Gente”. CONTATO: aclerencontrodeescritores@gmail.com

Lançamento de trabalho acadêmico - Por Dante Fonseca

01/12/2017 - [20:11] - Cultura

Acabei de lançar o livro intitulado “In idem flumen: as povoações do rio Madeira e a origem de Porto Velho (século XVIII ao XX)” trata-se de um trabalho elaborado sob os auspícios do Instituto Histórico e Geográfico de Rondônia – IHGRO, composto por um conjunto de três estudos sobre a origem de Porto Velho inserida no processo de neocolonização do rio Madeira. Contém os três estudos: 1º. Estudo: A ocupação neocolonial do rio Madeira no século XIX, 2º. Estudo: A época das ubás e a época dos vapores: duas dinâmicas, dois povoados e para concluir o já conhecido 3º. Estudo: Uma cidade à far-west: tradição e modernidade na origem de Porto Velho. Traça, assim, um roteiro da lenta tomada do rio pela sociedade nacional ao influxo dos surtos extrativistas cuja culminância é o surto gumífero. Esses estudos não deixam obscurecer, apesar de tratar dos surtos gumíferos, a importância do rio Madeira como rio fronteiriço e as mudanças nas dinâmicas das povoações ocasionadas pela entrada das modernas tecnologias: a ferrovia e a navegação a vapor.

Também disponíveis para aquisição as obras do mesmo autor:

Estudos de História da Amazônia, volume I, contendo os seguintes capítulos: Uma cidade à far-west: tradição e modernidade na origem de Porto Velho; Capítulo II: Rondon e o SPI em Guajará-Mirim (RO) na década de 1930; Capítulo III: Fronteiras incertas: a colonização do rio Madeira; Capítulo IV: Extrativismo e subdesenvolvimento; Capítulo V: História e ecologia.

Estudos de História da Amazônia, volume II, contendo os seguintes capítulos: Capítulo I: A História e a cultura na fronteira rondoniense Brasil/Bolívia ; Capítulo II: A Madeira-Mamoré e o Imperialismo na Amazônia (versão revisitada); Capítulo III: O surto gumífero e a navegação na Amazônia.

Todas as obras podem ser adquiridas através do emeio livrosrondoniana@gmail.com


Comentários

Preencha o formulário abaixo e clique em "Comentar" para enviar seu comentário


ComentÁrios Facebook


Mais Notícias

E-mail: redacao@gentedeopiniao.com.br - gentedeopiniao@gmail.com

Diretor Comercial Luiz Carlos Ferreira - Jornalista Responsavél Luka Ribeiro

Telefone: (69) 3221 4532 e (69) 3221 4532

Endereço: Av Getulio Vargas 2086 - Sala Comercial 5 , Bairro: Nossa Senhora das Graças - CEP: 76804-114

Cidade/Estado: Porto Velho/RO

É autorizada a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, informando a fonte em nome de Gente de Opinião

Gente de Opinião | Copyright © 2017 | Todos os direitos reservados